Notícias de mercado da comunicação do RS.

Home Academia Fabico recebe seminário sobre tráfico negreiro em Porto Alegre

Fabico recebe seminário sobre tráfico negreiro em Porto Alegre

Em ‘Lugares de Memória no Triângulo do Atlântico’ serão abordados aspectos históricos nas relações entre Brasil e África
Compartilhar
,

‘Lugares de Memória no Triângulo do Atlântico’, seminário que integra a 11ª Bienal do Mercosul, acontecerá no auditório 1 da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Ufrgs (Fabico) em 24 e 25 deste mês. Na conferência serão abordados aspectos históricos, geográficos, antropológicos, culturais e filosóficos das relações entre o Brasil e a África no período do tráfico de escravos através de palestras, exibição de documentários e debates. O evento tem entrada gratuita e inscrições em 24 de agosto às 13h30 no local.

O seminário contará com a presença de especialistas do Brasil, de Moçambique, do Senegal e do Uruguai. O evento é realizado pela Fundação Bienal, Departamento de Educação e Desenvolvimento Social da Ufrgs (Deds) e Santander Cultural.

Confira a programação completa:

24 de agosto:

14h: Apresentação geral do evento (José Rivair Macedo)

14h30: Sessão de Abertura

15h: José Rivair Macedo: ‘A primeira embaixada africana ao Brasil (Salvador, 1750)’

16h30: Projeção do documentário Atlântico negro: na rota dos Orixás, de Renato Barbieri (1998), com comentários de Milton Guran

19h: Malick Kane (Senegal) – ‘Transatlanticidade: sobre o AfricanBurial Ground New York e o projeto do Mémorial de Gorée no Senegal’

25 de agosto:

10h: Milton Guran: ‘Cais do Valongo: passado, presente e futuro’

11h: Luis Cláudio Symanski: ‘Diversidade Material e Cosmologias: um estudo comparativo de senzalas do Sudeste e Centro-oeste do Brasil’

12h: Intervalo para almoço

14h: Rafael Sanzio Araújo dos Anjos: ‘Os quilombos e o Brasil africano visível-invisíve’

15h: Iosvaldyr Carvalho Bittencourt Jr: ‘Diáspora africana: maçambique de Osório, memória, ressignificação cultural e política quilombola’

16h: Oscar Montaño (Uruguay): ‘Batuque de Candombe. Sala de Nación como espacio de Resistencia’

17h: Lançamento de livros

17h30: Projeção do documentário A tradição do Bará do Mercado, dirigido por Ana Luiza Carvalho da Rocha (2008) – com comentários de Ana Luiza Carvalho da Rocha e Iosvaldyr Carvalho Bittencourt Jr.

19h30: Conferência de encerramento – Severino Elias Ngoenha (Moçambique): ‘Ubuntu, um desafio africano para o mundo’