Cinco perguntas para Nestor Tipa Júnior

Jornalista faz parte do grupo de egressos da PUC que relançou a plataforma 359 Online

Nestor | Crédito: Divulgação

  1. Quem é você, de onde vem e o que faz?

Sou Nestor Tipa Júnior, jornalista formado em 2001 pela PUC e especialista em Marketing do Agronegócio pelo Instituto Universal de Marketing em Agribusiness (I-Uma). Trabalhei nos principais veículos do Rio Grande do Sul, como as rádios Gaúcha e Guaíba, os impressos Correio do Povo, Jornal do Comércio e Zero Hora, e canal e rádio Rural. Como repórter, conquistei 17 prêmios de Jornalismo e, atualmente, sou sócio-diretor da AgroEffective Comunicação e Agronegócio. Também fui um dos fundadores da 359 Online em 1998.

  1. Como se deu a escolha pelo Jornalismo?

Teve influência familiar indireta. Meu pai era jornalista e quis seguir a profissão dele, mas também foi pelo gosto de escrever, inovar, criar histórias e projetos.

  1. Como se deu o processo de retomada do site de notícias 359 Online?

Há algum tempo, o André Roca e a Andréia Odriozola - que foram colegas que participavam da 359 Online - vinham conversando comigo de fazermos algo para retomar esta atividade. No fim do ano passado, dialogamos para comemorar os 20 anos da iniciativa. Inicialmente, seria a republicação dos antigos textos, pois foram tantas histórias legais que mereciam um acervo digital. Porém, com a entrada do projeto no ar e a vontade de parte dos colegas em querer fazer algo a mais, decidimos repensar a proposta e estamos estudando novas plataformas para, quem sabe, desenvolver projetos em Jornalismo que, na época, a falta de experiência e de tecnologias não nos permitia.

  1. O que todo jornalista precisa saber?

Que a nossa profissão vem mudando rapidamente e está em constante mutação. É preciso que o jornalista não se apegue a modelos e tendências antigas e que esteja sempre estudando e aprendendo com as novas formas de comunicação. Que seja inquieto e crie seus próprios espaços - como fizemos há 20 anos com a 359 Online -, pois, hoje, existe um ambiente muito mais favorável para inovar.

  1. Quais são os seus planos para daqui a cinco anos?

Tudo é variável, mas meu maior plano é poder contribuir e deixar um legado de um trabalho positivo e reconhecido e que ajude as pessoas a ter uma comunicação e um Jornalismo cada vez mais inovador e com qualidade, tanto com o trabalho na AgroEffective quanto na 359 Online. Que o que aprendermos e aplicarmos seja compartilhado e sirva também de aprendizado para as novas gerações de jornalistas.

Comments