Notícias de mercado da comunicação do RS.

Home Artigos A TV redimensionada – na palma da mão!

A TV redimensionada – na palma da mão!

Por Claudia Del Valle
Compartilhar
,

Antes de ingressar na diretoria executiva da TV Trip Brasil, eu tinha uma percepção restrita da evolução tecnológica deste setor. Aos cinco anos, ligava o aparelho de TV para assistir ao Sítio do Pica-Pau Amarelo – e isto já era mágico! Mudar de canal exigia rodar o seletor por não mais que sete números.

Alguns anos depois, me achando ‘antenada’, assinei um destes pacotes de TV por assinatura. Tive acesso a mais de 100 canais e o que era incrível:  canais com conteúdo internacional. Daí passei a aguardar meus programas nos dias e horários disponibilizados pelos canais.

Sem demora, cancelei minha carteirinha na vídeo locadora e passei a acessar uma OTT para um catálogo imenso de filmes e séries. Passei a alugar meus filmes sem sair de casa. A OTT (On The Top) disponibiliza conteúdos por dados, como é utilizado hoje pela Netflix). Por incrível que pareça, a esta altura eu já estava vendo TV no meu tablet e celular…

Meu próximo avanço foi fazer um “up grade” na minha TV por assinatura e passar a ter acesso ao “on demand”, ou seja, selecionar o meu programa preferido no horário que eu desejava, sem mais esperas!

Ao ingressar no canal, achei que isto era o suficiente em distribuição, até que me deparei com uma plataforma que possibilita ao assinante carregar a sua TV para onde quer que ele vá. Fora isto, por meio da TV Smart, enquanto assisto a um programa, eu posso ao mesmo tempo clicar no conteúdo em exibição e reservar a minha mesa no restaurante pela telinha ou adquirir o produto da propaganda que está no ar.

Imaginei ter chegado ao máximo do incremento tecnológico das teles, até que surgem as OTTS com a programação das TVS por assinatura. Ou seja, é a TV por assinatura com programação 24 horas no seu tablet e celular e por 1/3 do preço, atingindo diretamente as classes C e D.

Se isto está acontecendo aqui no nosso país, multiplique rapidamente pelos países da América Latina, Europa, Ásia e o resto do mundo e imaginem a dimensão deste mercado e o potencial de um canal de televisão!

Por isto é que, hoje, um canal de TV segmentado e em específico num segmento tão desejado pelo público, precisa ser Multiplataforma e principalmente traduzido em vários idiomas. Esse o caso da Trip Brasil. A nossa tecnologia já é disponibilizada por OTTS e TVs por assinatura, em português e espanhol.

Dentro de um canal de TV segmentado, qualquer destino torna-se uma marca. Ele é apresentado de forma desejada, de modo que o turista do Brasil e do mundo queira adquiri-lo, ou melhor, visitá-lo nem que seja para experimentar o típico ‘barreado’ e provar a cachaça centenária, curtida embaixo da terra. Dentro da Multiplataforma, tudo se multiplica, esta informação ganha distribuição mundial quando falamos em TV em aplicativo, por exemplo.

A TV Trip Brasil é, sem dúvida, uma grande oportunidade para o trade, para o setor, para os destinos, mas principalmente para turistas desejosos de novos conteúdos, onde o foco não é o mais do mesmo, mas o inusitado em detalhes, já que o canal tem 100% de espaço para falar disto. O fato é que hoje, enquanto ainda zapeamos e gravamos nossos programas preferidos, nossos filhos já assistem TV fora da TV!

Neste momento, estou convencida de que não pararemos por aí!

Claudia Del Valle é diretora executiva da TV Trip Brasil.

Marily Miranda – AMIgo! marily@pressclub.com.br