Curadoria de conhecimento é apresentada em workshop

Dreyson Queiroz trouxe conceitos sobre desconstrução

Participantes propuseram assuntos para ensinar e aprender uns com os outros - Divulgação/Coletiva.net

"Se eu entregar pronto, estou transmitindo conteúdo." Essa afirmação é do designer de interações Dreyson Queiroz, que apresentou um workshop sobre curadoria do conhecimento no segundo dia de BS Festival, no hub Senac. Para ele, o conhecimento é construído por cada pessoa e a curadoria oferece os insumos.

Os participantes da atividade foram provocados a apresentar sua definição para conhecimento. Abertura da mente para o mundo, informação adquirida e saber como fazer, criar, resolver foram algumas das respostas. Para Dreyzon, a construção do conhecimento é um processo e a colaboração é fundamental. "Existem inteligências múltiplas, Lógica matemática, linguística, musical, espacial, interpessoal, intrapessoal, naturalista e existencial. Uma pessoa pode saber muito de uma coisa e nada de outra. O que a gente pode fazer? Reunir pessoas boas em inteligências diferentes", afirmou.

Para a construção do conhecimento, ele defendeu que duas perguntas são fundamentais: o que eu posso ensinar e o que eu posso aprender. "Ensinar está no topo da pirâmide de aprendizado. Quanto mais a gente ensina, mais a gente aprende", disse. O profissional convidou os participantes a listarem o que poderiam ensinar para os membros do grupo e o que gostariam de aprender. "Aí, a gente faz as conexões. E não precisa ser especialista no assunto", explicou. Na relação de assuntos a ensinar, surgiram fazer bolo, desenvolver aplicativos, química, atitudes e percepções nas relações e, até, como fazer viagens baratas. Já nos itens que gostariam de aprender, foram citados política, programação, aramaico, cozinhar e meditar. "A gente precisa desenvolver o autoaprender. Como aprende a meditar? Meditando. Como aprende a ler muito? Lendo", avaliou.

A equipe de Coletiva.net conta com o apoio do Grupo RBS e do Sicredi para a realização da cobertura em tempo real do BS Festival. Ao longo da programação, a editora do portal, Gabriela Boesel, as repórteres Júlia Fernandes, Luana Nyland, Marla Gass e Patrícia Lapuente, e a publisher Márcia Christofoli produzem conteúdo sobre o evento e seus bastidores, além de alimentarem as redes sociais com tudo o que acontece no evento.

Comments