Por mais consciência e comprometimento na hora do voto

Por Grazi Araujo

As restrições impostas na publicidade eleitoral parecem, pela primeira vez, que estão sendo cumpridas. Ao menos ainda não me deparei com nenhum cavalete no canteiro do Riacho Ipiranga, como acontecia em todos os outros anos. Aquela sujeirada toda que sempre tivemos que conviver em época de eleições me parece estar mais limpa. Assim como deveria ser a ficha de cada um dos candidatos.

Tal atitude me fez pensar que essa é uma oportunidade para que haja mais atitude falada, comprometimento da palavra e menos promessa estampada em folder. É um momento de ouvir mais o que cada um tem como bandeira, ao menos para os que se interessam pela política. Aquele velho papo que cada voto faz diferença é mesmo real.

A publicidade tem todo o seu valor e em nenhum momento deve ser desmerecida, pelo contrário. Mas a ausência de material impresso, mesmo que reflita em menos grana para quem atua nesse meio, permite mais produção de conteúdo. Menos exposição não significa necessariamente falta de oportunidade. Demanda mais tempo, mais envolvimento no corpo a corpo, mais conversa.

Ainda falta decidir alguns números que vou digitar na urna eletrônica no dia 7 de outubro e tenho certeza de que muita gente também está na mesma espera. O horário destinado aos candidatos nos meios de comunicação está, mais do que nunca, responsável pela tomada de decisão. Eu espero que os eleitores cada vez mais cheguem às urnas com os nomes e números anotados com antecedência do que peguem o primeiro papel que estiver jogado na calçada para decidir o voto.

Autor
Grazielle Corrêa de Araujo é formada em Jornalismo, pela Unisinos, pós-graduada em Marketing de Serviços, pela ESPM, e com MBA em Propaganda, Marketing e Comunicação Integrada, pela Cândido Mendes. Atualmente é Chefe de Gabinete do IPE Saúde. Também responde pela Comunicação Social da autarquia, da Sociedade de Cardiologia do RS (Socergs), da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV) e da Valor Fiscal. Tem o site www.graziaraujo.com.

Comentários