É essa troca boa

Não adianta, por mais que digam para não revelar o segredo, dar ideias e contar bons cases, o primeiro encontro com um prospect sempre …

Não adianta, por mais que digam para não revelar o segredo, dar ideias e contar bons cases, o primeiro encontro com um prospect sempre acaba nisso.
Eu, pelo menos, não me aguento. Fico sabendo da necessidade e do motivo do porquê estão buscando assessoria, já saio dando dicas. É mais forte que eu. Sei lá, acho que é essa necessidade de ver as coisas darem certo, mesmo sem ganhar um tostão.
Ah quem diga que é melhor esperar fechar o contrato. E eu entendo. Mas não consigo. Uma coisa é saber fazer e outra é ter a informação, o relacionamento, o tino.
Nesse mundo onde todo mundo se mete a fazer as coisas, pode ser que renda uma ou outra publicação. Mas a comunicação não é apenas falar uma vez, estampar aquela coluna tão desejada e dar entrevista em frente às câmeras. Isso é bom, mas não sustenta.
Bom mesmo é ver tudo acontecer com profissionalismo, com ideias encaixadas, ações que se completam. Legal é trocar ideias bacanas, investir na viagem do outro e reconhecer quando deu certo - e entender quando não der também.
Comunicação é essa troca linda de mensagens, onde emissor e receptor são parceiros e podem despir suas opiniões sem pudor.

Autor
Grazielle Corrêa de Araujo é formada em Jornalismo, pela Unisinos, e Pós-graduada em Marketing de Serviços, pela ESPM. Atualmente cursa MBA em Propaganda, Marketing e Comunicação Integrada. É a responsável pela Comunicação Social do IPERGS. Atuou ainda na comunicação da Martins + Andrade, Uffizi, CDL Porto Alegre, Centro, Palácio Piratini e Assembleia Legislativa. É apaixonada por escrever, acredita na comunicação integrada e estuda para se tornar ? também ? profissional em Planejamento. Tem o site www.graziaraujo.com.

Comentários