Notícias de mercado da comunicação do RS.

Home Colunas Greve?

Greve?

Compartilhar
,

Há um grande questionamento no ar se a greve geral sobre a qual se fala, programada para amanhã, 28, de fato acontecerá. Que se fala nela, é fato. Mas muitas vezes os sindicatos e lideranças dizem que a greve vai parar a cidade ou o País e ela acontece parcialmente ou mesmo murcha no dia em que estava programada.

Porém, as pessoas estão falando e questionando muito se haverá ou não greve desde segunda-feira, o que chama a atenção. A sensação que me passa é que boa parte destas pessoas está querendo é esticar o feriadão de primeiro de maio, fazendo com que comece na sexta-feira. E isto me preocupa. Primeiro, porque viemos de duas semanas cujas sextas-feiras foram feriados (Sexta-feira Santa e Tiradentes), depois, porque o Brasil recém começa a mostrar um mínimo de ânimo de retomada econômica. Para uma retomada econômica de um país, é preciso o empenho, suor e dedicação de todos.

Mas mais do que isto, fico pensando no psicológico da coisa. Por trás deste interesse bastante antecipado de se haverá greve geral ou não há duas sinalizações: a de pessoas naturalmente frustradas com seu trabalho, a tal ponto de se preocuparem com toda esta antecedência se trabalharão ou não e ao mesmo tempo o descomprometimento destas pessoas para com o seu labor. Fala-se muito em empreendedorismo, mas há ainda um contingente enorme de pessoas que ou trabalham no que não gostam, ou ganham muito menos do que acham que deveria ganhar, sem falar aquelas que miram exclusivamente no salário (e não no trabalho), sem comprometimento com a sua atividade.

Isto delineia um perfil de trabalhadores no Brasil. Repito: não são todos, é claro. Há muita gente empenhada em fazer acontecer. Mas me refiro aos que só querem o seu dinheiro garantido no final do mês e descanso, muito descanso. Distância do trabalho. Quase ojeriza ao trabalho que desempenham.

Só conseguiremos evoluir como nação e progredir efetivamente (não nos resumirmos ao lema da bandeira ‘Ordem e Progresso’) se tivermos gente empenhada, dedicada e séria nas suas atribuições e responsabilidades. Sem isto, jamais chegaremos a lugar algum como país. É preciso extirpar de vez a ‘Lei de Gerson’ do DNA dos brasileiros. É preciso, por mais idealista que pareça esta frase, pensar no bem comum.

Então, se haverá ou não greve geral, é uma questão a ser vista no dia da greve (ou não greve). Não planejar seu acontecimento para viajar e espichar o feriadão. Isto é mentalidade pueril, descompromissada e acomodada.

NAVEGANDO NO SUSHI DO GOKAN

O Gokan tem alternativas de barcos de sushi que encantam os olhos e o paladar. Além do inigualável sabor do sushi para quem é apaixonado por sushi (feito a partir de uma escolha cuidadosa de fornecedores, talento e precisão no preparo, sushi feito na hora, ambiente climatizado e muito agradável e atendimento atencioso), um barco de sushi é algo para encher os olhos também. Porque é sabido que ‘comemos’ com os olhos antes até de sentir o paladar da comida. E nisto, o Gokan é campeão. Há barcos de diversos tamanhos. Imagine um barco com este sushi que descrevi acima e de todas as cores, formatos, essências e sabores! É programa para fazer em um pequeno grupo ou com a família toda. Se você se arrepender, eu pago a conta. Vá lá e conheça. Ah, não esqueça de experimentar também as sobremesas e bebidas. www.gokan.com.br

DICAS DO GUION

Com esta frente fria, está excelente para fazer uma frente de cinema. Nada como correr para o Guion e saborear seu excelente café (e muitas outras delícias), no ambiente climatizado. Há várias ótimas estreias, a saber:

ESTREIAS

Argentina (Musical-Documentário, Espanha-Argentina- França, direção do talentosíssimo Carlos Saura, 88min, contando ainda com um elenco – dentre muitos artistas – que inclui Mercedes Sosa e Pedro Aznar)

Além da Ilusão (Drama, França, direção de Rebecca Zlotowski, 108min, tendo seu elenco ponteado por Natalie Portman)

Além das Palavras (Biografia-Drama, Reino Unido-Bélgica, direção de Terence Davies, 126min)

PRÉ-ESTREIA(sábado, 29/4, 21h05)

– A Filha (Drama, Austrália, direção de Simon Stone, 95min)

EM CARTAZ

E seguem em cartaz os ótimos Paterson e Stefan Zweig – Adeus, Europa! Com este friozinho que apetece um cinema, um bom café para conversar antes e depois do filme e um ar condicionado impecável, além do estacionamento ao lado, vá para o Guion! www.guion.com.br.