A maternidade e suas inspirações

Ah, se todos soubessem o quanto é bom ter funcionárias que tenham filhos na sua equipe. Prefiro acreditar que, em pleno 2018, não deveríamos mais ter gestores que prefiram homens ou mulheres sem filhos. Mas vira e mexe ouço falar que essas criaturas esquisitas ainda existem. Gente chata (ops!).

Somos tão competentes quanto homens, quanto mães com filhos criados, quanto mulheres que optaram por não ter filhos. Ora, somos profissionais, acima de tudo. De quebra, ainda temos alguns superpoderes: curamos machucados com beijinhos, temos sempre mais um lugar no coração e uma palavra de carinho nos momentos mais necessários. Ah, temos um pouco menos de paciência com bobices, desculpa a sinceridade. Vivemos de prazos, algumas noites mal dormidas, boas xícaras de café. Não temos tempo a perder.

Somos sinceras, temos feeling um pouco mais aguçado, vemos perigo em lugares que pareçam inofensivos. Pode confiar. Temos uma responsabilidade que só quem tem, entende. Geralmente, não deixamos para amanhã o que é para ser feito hoje. Porém, a urgência de uma ligação da escola cancela qualquer outro compromisso, preciso confessar isso. Somos feitas de emoção, sem deixar a razão tão de lado. Não deixamos ninguém na mão.

A maioria de nós precisa - ou prefere - trabalhar. Mesmo acumulando turnos, dividimos mamadeiras e textos numa boa, um olho na panela de pressão no fogo e outro na atualização das mensagens e e-mails. Sim, a gente consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo, são ossos do ofício.

Temos porta retratos espalhados pela mesa, desenhos abstratos no mural, um sorriso sem hora certa só por lembrarmos os nossos pequenos. Temos pós-graduação, experiências de vida, vontade de crescer e contas para pagar. Somos chatas, buscamos a perfeição, não desistimos tão fácil. Aprendemos errando, acertamos arriscando. E somos tão bobas que nos inspiramos para escrever textos pelo simples (!) fato de sermos mães.

Feliz Dia das Mães para todas nós que somos todas essas coisas juntas.

Autor
Grazielle Corrêa de Araujo é formada em Jornalismo, pela Unisinos, pós-graduada em Marketing de Serviços, pela ESPM, e com MBA em Propaganda, Marketing e Comunicação Integrada, pela Cândido Mendes. É a responsável pela Comunicação Social do IPE, da Sociedade de Cardiologia do RS (Socergs) e da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV). Atuou ainda na comunicação da Martins + Andrade, Uffizi, CDL Porto Alegre, Palácio Piratini e Assembleia Legislativa. Tem o site www.graziaraujo.com.

Comentários