Qual tipo de consumidor de shopping você é?

Cada pessoa tem um tipo de relacionamento com os shoppings. Umas amam ir ao shopping e outras odeiam.

Essa é a especialidade dos sociólogos, realizar pesquisas e compreender os vários tipos de comportamentos existentes. Não é à toa que a Sociologia é a ciência que estuda a sociedade e o sociólogo é o profissional responsável por pesquisas que envolvam a declaração de pessoas. E onde há pessoas, existem opiniões e diferentes comportamentos.

O consumidor está cada vez mais exigente, com muita informação e empoderado (sabe o que quer e o que não quer em termos de experiência de compra). Este consumidor é um cidadão, preocupado com a segurança pública, com o local adequado para estacionar o seu veículo e anseia por espaços de lazer para sua família (gosta da ideia de conciliar compras e passeio).

Mas os consumidores continuam a realizar compras nos mais variados pontos de venda, seja no shopping, no centro da cidade, no bairro, pela internet ou até mesmo das chamadas 'sacoleiras'. Isso ocorre porque o consumidor tem diferentes personalidades, lógicas comportamentais e até culturais.

O IPO - Instituto Pesquisas de Opinião verificou que há, pelo menos, cinco tipos de consumidores quando se trata da temática 'Shopping':

1) O que gosta de comprar no shopping - O consumidor assíduo de shopping, daquele tipo que sempre que dá vai ao shopping para fazer compras. Quando pensa em um presente ou precisa comprar algo, sempre procura o shopping. "Ele enxerga o shopping por vários olhares", sabe até os tipos de loja e serviços disponíveis. É o consumidor fiel ao shopping, gosta de uma promoção e atua como um promotor, convidando amigos e familiares.

2) O que gosta de passear no shopping - É o tipo de consumidor que utiliza o shopping para lazer, para passear com a família. Sempre que dá, vai almoçar/lanchar e/ou ao cinema e, às vezes, faz compras. Se alguém pensa em um passeio ou em uma refeição fora de casa, este consumidor lembra do shopping.

3) O que vai ao shopping quando tem uma demanda - É o tipo de consumidor que utiliza o shopping apenas quando tem uma necessidade, serviço ou produto que só tem no shopping. Este consumidor entra no shopping de forma rápida, quer ser atendido e sair do shopping. Para estes consumidores, não adianta o vendedor ter a intenção de "mostrar a prateleira toda": pedido objetivo, atendimento objetivo.

4) O que não gosta de shopping - É do tipo que só vai ao shopping por ter que acompanhar alguém (levar um familiar ou amigo). Este consumidor não gosta de shopping, não gosta de ficar dando voltas e, muito menos, do tal de 'rolé'. Considera que o shopping tem muito barulho, muita gente e, em alguns casos, preços fora da realidade.

5) O esporádico - É composto pelo cliente que vai ao shopping de vez em quando/raramente ou que está conhecendo pela primeira vez. Não se lembra de ir ao shopping, gosta de manter suas práticas de compra, seus hábitos. No consumo esporádico também há o debate do poder aquisitivo. Famílias com uma renda mais limitada, procuram soluções com custo otimizado.

Esta tipologia do consumidor de shopping é importante para que haja a reflexão de que os consumidores são pessoas e de que as pessoas são diferentes e exigem diferentes compreensões e estratégias de relacionamento.

Agora, há um elemento que todos estes consumidores têm um comum: gostam de ser compreendidos, gostam de atenção e que a mesma esteja alinhada ao seu perfil.

Autor
Elis Radmann é cientista social e política. Fundou o IPO - Instituto Pesquisas de Opinião em 1996. Utilizando a ciência como vocação e formação, se tornou uma especialista em comportamento da sociedade. Socióloga (MTb 721), obteve o Bacharel em Ciências Sociais na UFPel e tem especialização em Ciência Política pela mesma universidade. Mestre em Ciência Política pela UFRGS e professora universitária, Elis é diretora e Conselheira da Associação Brasileira de Pesquisadores de Mercado, Opinião e Mídia (ASBPM) www.asbpm.org.br

Comentários