'Nova Era da Inovação' é tema de palestra de Juan Pablo Boeira

Explanação ocorreu no palco quatro, com cerca de 60 pessoas presentes

Juan Pablo Boeira fala sobre a Nova Era da Inovação - Divulgação/Coletiva.net

O 1º Congresso da Transformação Digital, que segue neste sábado, 17, contou há pouco com a palestra de Juan Pablo Boeira, que abordou o tema 'A Nova Era da Inovação'. O responsável pelo Marketing da rede Bourbon iniciou sua explanação explicando ao público formado por cerca de 60 pessoas no palco quatro que, conforme o autor David Lewis, o que vivemos atualmente é a Intoxication, ou seja, uma Intoxicação da Informação. Ele comparou dizendo que, se fosse feito um levantamento de palavras mais usadas no evento, possivelmente startup estaria na lista. "Por outro lado, esse termo precisa deixar de ser moda. É necessário olhar para essas empresas de forma mais cuidadosa e fora do Vale do Silício, pois muitas outras iniciativas ótimos surgem longe dali", afirmou.

Juan também garantiu que não há como falar em Inovação sem que seja citado o Big Data e, para falar brevemente sobre o conceito, explicou que, para cogitar o uso da técnica deve-se considerar expressões como velocidade, variedade, volume, valor, veracidade, variabilidade e visualização. E alertou: "O problema aqui está em filtrar que tipo de dado é relevante para implementar a inovação". E ao falar desse tipo de informação, ressaltou uma mudança no mercado de trabalho. Se antes era exigida instrução dos candidatos, hoje, ela está na sexta posição de habilidades exigidas. "A primeira delas é a capacidade de solucionar problemas", assegurou.

Para esclarecer sobre a metodologia que ele mesmo criou de implementação de um pensamento inovador, Juan apontou que, após a revolução industrial, o que vivemos atualmente é uma união de três revoluções simultâneas: a da tecnologia, a social e a da informação. O palestrante registrou ainda que, para utilizar o método, que é baseado em design estratégico, é preciso considerar aspectos essenciais: liderança, estratégia, relacionamento, cultura, pessoas, estrutura, processo e financiamento.

Na opinião de Juan, qualquer cenário provável que possa vir a ser desenhado só poderá ser enfrentado, ou até mesmo antecipado, se as empresas levarem em conta essas palavras citadas antes. Mais do que isso, defendeu que, ainda que muito se aponte com dados, no final, trata-se de ser humano. "Tudo mostra que comportamento é mais importante que qualquer demografia. E isso só acontece porque comportamento está diretamente ligado a pessoas", concluiu.

O evento tem cobertura em tempo real realizada pela equipe do portal Coletiva.net, com apoio do Grupo Record RS.

Comments