Cinco perguntas para Natália Ledur

Há 10 anos no Grupo Bandeirantes, publicitária é gerente de Planejamento e Comunicação das emissoras da empresa

  1. Quem é você, de onde vem e o que você faz?

Sou Natália Ledur, nasci em Porto Alegre em 15 de dezembro de 1984. Considero-me uma pessoa comunicativa e bem-humorada e adoro estar entre amigos, viajar e escutar rock n'roll (costumo ir bastante a shows). Sou publicitária, formada pela ESPM-Sul, em 2008, e pós-graduada em Marketing e Comunicação Digital pela mesma instituição.

Iniciei minha trajetória na Band, quando fui estagiária na área Comercial da rádio Bandeirantes, em 2004. Também estagiei nesse departamento das rádios Atlântida e Itapema do Grupo RBS, em 2005. Depois, trabalhei na Dell Computadores do Brasil, entre 2005 e 2007, e tive uma breve passagem pela extinta plataforma Kzuka, da RBS. Retornei ao Grupo Bandeirantes em dezembro de 2007, como assistente de Planejamento Comercial da TV e das rádios.

Após dois anos, passei a ser analista e, posteriormente, por uma decisão estratégica, passei a atuar somente na Band TV com foco em Planejamento, Pesquisa e Inteligência de Mercado. Com essa experiência me desenvolvi e cresci muito. Em agosto deste ano, recebi um novo desafio e, atualmente, sou gerente de Planejamento e Comunicação das emissoras da empresa.

  1. Como se deu a sua escolha profissional?

Desde o ensino médio, pensava em fazer Comunicação, mas não sabia exatamente a ênfase. Apesar de não ter publicitários na família (no início fui até um pouco contrariada), sempre tive muita afinidade com a área. Prestava atenção nos intervalos comerciais e nas propagandas em geral, e ficava analisando como as marcas estavam se comunicando. Li, me informei, conversei com pessoas do segmento e, em 2003, ingressei no curso de Publicidade na ESPM-Sul.

  1. Você está há 10 anos na empresa. Qual é a importância do novo cargo no Grupo Bandeirantes na sua carreira?

É um momento muito especial na minha carreira. Justamente no ano em que completo uma década de casa, passo a exercer um cargo de gerência. Foi um caminho construído com dedicação, estudo, aprendizado com outros profissionais. Enfim, uma trajetória consistente até aqui. Conquistei essa posição fazendo um trabalho relevante para a empresa. Com certeza, é uma satisfação profissional e pessoal, pois amo o que faço. Estou feliz, pois em um período de grandes transformações no grupo, a Band está valorizando também os colaboradores que já atuavam na casa.

  1. Quais são os desafios à frente da gerência de Comunicação e Planejamento?

Tenho muitos desafios! O primeiro deles é construir uma nova área com profissionais de qualidade, de perfil criativo, dedicados e com vontade de crescer. Quero dar continuidade ao trabalho que já realizo na área de Planejamento da TV, agregando agora as rádios Bandeirantes e BandNews, bem como nossas plataformas digitais, a fim de desenvolver projetos multimídia que gerem ainda mais relevância aos clientes.

No setor de Comunicação também tenho grandes desafios, como o desenvolvimento de campanhas locais e ações de relacionamento com o público externo. Temos que valorizar o prestígio, a credibilidade e o carinho que a Band tem no mercado e reverter tudo isso em maior visibilidade, audiência e admiração de todos os consumidores, mercado publicitário e nosso público final.

  1. Quais são os seus planos para daqui a cinco anos?

Parece uma pergunta fácil para alguém que trabalha na área de Planejamento, mas é bem difícil. Acredito muito e estou focada no novo projeto da emissora, o 'Band em Movimento'. Quero ver o grupo de comunicação crescer e conquistar um outro patamar. Espero continuar trabalhando nesta área, estar aberta às mudanças e atenta às transformações do mercado. Que venham novos desafios sempre!

Comentários