Versão da hora

Grupo RBS se pronuncia sobre episódio que envolveu comunicador Pedro Ernesto Denardin e empresa patrocinadora

Na última semana, vazou na internet um vídeo no qual o comunicador da rádio Gaúcha Pedro Ernesto Denardin foi flagrado dando declarações consideradas pelo público como racistas e homofóbicas. Ele, que estava na presença de amigos, disse sobre o ex-jogador do Grêmio Miller Bolaños "o negão, além de ruim é veado". Sobre o episódio, o Grupo RBS declarou que "defende a igualdade de gênero e raças e não apoia manifestações de discriminação ou preconceito de qualquer natureza", e esclareceu que o episódio ocorreu em um ambiente privado e não envolveu a empresa.

Com a repercussão negativa, a multinacional de software SAP chegou a informar que deixaria de patrocinar o programa ?Confraria da Rádio Gaúcha? e publicou a seguinte declaração em seu Twitter: "A SAP repudia toda e qualquer manifestação racista e homofóbica, e investe constantemente em iniciativas que promovam a diversidade". Em seguida, completou: "Sempre promovemos a diversidade e o respeito, por isso a @SAPBrasil decidiu retirar o patrocínio do programa de @pedroernestors". Apesar da manifestação da multinacional, a audiência que acompanha a programação da rádio Gaúcha ainda pode ouvir o anúncio da marca patrocinadora.

O comunicador fez um pedido público de desculpas também no Twitter, esclarecendo o assunto: "Gostaria de dizer que sou contra o racismo e a homofobia e acho que todos devemos ter esta postura. Não deveria ter feito um comentário que estimulasse tais comportamentos, mesmo em minha vida pessoal. Peço desculpas a todos, em especial ao Bolaños e aos torcedores do Grêmio. Forte abraço".

Comentários