Anúncios considerados abusivos serão bloqueados pelo Google Chrome

Medida será aplicada em julho em todo o mundo

O Google Chrome irá bloquear anúncios considerados abusivos em todo o mundo a partir de 9 de julho. A medida, intitulada 'ad blocker', já está ativa na Europa e América do Norte desde dezembro. O objetivo do bloqueio é impedir que os internautas sejam afastados da rede em virtude de experiências negativas com publicidade eletrônica. Desde o ano passado, o navegador trabalha junto com a Coalition for Better Ads, iniciativa criada para estabelecer padrões de anúncios que não sejam considerados negativos pelos usuários.

Os anúncios abusivos serão barrados pelo navegador a partir de modelos classificados positivamente por esses padrões. Dessa forma, serão bloqueados anúncios em formato pop-up que cobrem a página, publicidades que forçam o internauta a aguardar alguns segundos para, então, poder fechar o aviso, além de vídeos automáticos com som, publicidades com mais de 30% de densidade e grandes banners fixos.

De acordo com a plataforma, a receita do Google com anúncios, em 2017, foi de US$ 95,4 milhões.

Comments