Um doce de sushi

O texto de hoje é de uma história real e de como pequenas atitudes se tornam significativas, mesmo sem sabermos se havia, ou não, intenção.

Dia desses fui almoçar num restaurante japonês em um shopping perto de casa. Meu marido resolveu comer outra comida e nosso filho já tinha almoçado. Durante a espera, meu pequeno foi até o caixa e pediu uma água. Assim que chegou o pedido, foi novamente até lá para pedir mais shoyu. Um pouco acanhado, veio me contar que a "moça sorriu pra ele e ele sorriu de volta". Enquanto entregava outros pedidos, ela passava pela nossa mesa e interagia com ele.

Até aí, tudo normal, ele é mesmo um menino cativante.

Quando estava quase terminando, ela veio até nossa mesa e disse que tinha um presente pro pequeno, se podíamos esperar alguns minutos. Ela trouxe oito peças de uma sobremesa, quantidade suficiente para a família inteira. E justificou dizendo que achou ele muito educado, gentil e querido.

Nessa atitude, ela já nos ganhou. E tenho quase certeza de que foi tudo muito espontâneo, sem qualquer intuito de fazer 'propaganda'. Para melhorar a experiência, pensa numa sobremesa muito boa e pouquíssimo provável que pediríamos algum dia. A concorrência com um doce mora ao lado do japa, vendendo aqueles sorvetes de dar água na boca.

O que nos traz de lição essa pequena história? Começa pela sorte de contar com bons funcionários, que tenham sensibilidade para encantar clientes e liberdade para fazer pequenos gestos. Transita por proporcionar experiências e apresentar novas opções de um cardápio onde a preferência é quase sempre a mesma por, talvez, um receio de arriscar outros sabores. E, por mais simples que tenha parecido, me encantou. O que faz com que eu indique, fale bem, volte lá tantas outras vezes e aprenda a observar essas coisas. Talvez o dono nem saiba e nunca vá saber que tem uma funcionária especial.

Autor
Grazielle Corrêa de Araujo é formada em Jornalismo, pela Unisinos, e Pós-graduada em Marketing de Serviços, pela ESPM. Atualmente cursa MBA em Propaganda, Marketing e Comunicação Integrada. É a responsável pela Comunicação Social do IPERGS. Atuou ainda na comunicação da Martins + Andrade, Uffizi, CDL Porto Alegre, Centro, Palácio Piratini e Assembleia Legislativa. É apaixonada por escrever, acredita na comunicação integrada e estuda para se tornar ? também ? profissional em Planejamento. Tem o site www.graziaraujo.com.

Comentários