Acesso ilimitado a redes sociais pode potencializar propagação de fake news

Com fim do pacote de dados no celular, usuários não abrem link da notícia e leem somente título

Muitas empresas de telefonia celular comercializam pacotes com acesso ilimitado às redes sociais, como Facebook e WhatsApp e, para alguns especialistas, isto pode levar à propagação de notícias falsas. O motivo é que, quando o pacote de dados acaba, o usuário não consegue abrir o link das notícias recebidas e lê apenas o título, sem a possibilidade de pesquisar sobre o assunto na internet por meio de portais de jornalismo ou outras fontes.

No Brasil, é permitida a prática de prover dados ilimitados e sem custo para determinados aplicativos, chamada de 'zero rating'. A pesquisadora da Digital Kennedy School, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, Yasodara Córdova, foi uma das primeiras pessoas no País a chamar a atenção para a ligação entre a difusão de notícias falsas e o zero rating. Para ela, ter acesso à internet só por meio de aplicativos "influencia como as pessoas recebem e entendem as notícias".

Dados do Centro Regional para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), de 2016, mostram que, enquanto as classes A e B acessam a internet tanto pelo computador quanto pelo celular (85% e 74%, respectivamente), as classes C, D e E acessam a internet somente pelo celular (46% das pessoas da classe C e 76% das pessoas das classes D e E).

Comments