Cinco perguntas para Lilian Chwartzmann

Profissional é a nova diretora de contas-chave da BriviaDez

Lilian agora é diretora de contas-chaves da BriviaDez - Divulgação/BriviaDez

  1. Quem é você, de onde vem e o que faz?

Sou Lilian Chwartzmann, nascida em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, e tenho 53 anos bem vividos! Tenho dois filhos adoráveis e me sinto muito feliz de ser mãe e driblar os desafios da vida entre as conquistas profissionais e pessoais.  Iniciei minha carreira em Porto Alegre, no Grupo RBS, casa que me recebeu de braços abertos e onde aprendi muito sobre comunicação. Vim para São Paulo em 1999, com o desafio de me adaptar a uma cidade nova e também trilhar um novo caminho profissional.

Desenvolvi trabalhos que me orgulham bastante e em grandes empresas como Editora Globo (Infoglobo), Grupo Abril (MTV) e J. Walter Thompson, onde estive, nos últimos cinco anos, ao lado de um time altamente qualificado que me ensinou muito. Realizamos campanhas estratégicas com grandes entregas para clientes nacionais e internacionais, com quem tive o prazer de conviver e trabalhar. Entre as marcas, Casas Pernambucanas, Tramontina, JDE (Café Pilão, L'OR, Damasco), Nestlé, Warner Movies, Vulcabrás Azaleia.

  1. Como e por que escolheu atuar no ramo da Comunicação?

Sempre tive grande interesse por pessoas, pelo estudo do comportamento e pelos desafios de entender melhor a mente humana. Comunicação está diretamente ligada a esse desafio: decifrar a forma como as pessoas pensam, agem e consomem, e traçar estratégias para aproximar marcas, serviços e plataformas às necessidades e desejos.

Esse desafio foi ficando cada vez maior com o aumento da interface entre consumidor e tecnologia. E, hoje, o desafio é ainda maior: compreender necessidades e criar interfaces com excelentes experiências para um novo consumidor muito mais exigente. Esse tema é apaixonante.

  1. O que este novo momento como diretora de contas-chave da BriviaDez representa na sua carreira?

Meu momento de vida pessoal e profissional me trouxe o desafio de entender com mais profundidade e consistência o universo digital. Então, busquei players do mercado que tivessem uma entrega consistente e uma proposta de valor alinhada aos meus princípios e à fase da minha vida.

O que encontrei na BriviaDez foi muita qualidade, comprometimento e uma trajetória sólida. São desbravadores, com maturidade na oferta e clareza sobre a nova jornada de consumo - que, hoje, aliás, não pode mais ser pensada sem as plataformas digitais como meio para experiências consistentes e duradouras, e que surpreendam os consumidores. Essa entrega é surpreendente na BriviaDez.

Além disso, a entrada da DEZ na operação da Brivia trouxe uma expertise histórica em criação, que faz crescer ainda mais a consistência e o valor da entrega. É uma oferta completa de branding, advertising, data e mídia, com grande compreensão do digital desde a origem do negócio. O modelo de operação eficiente garante uma conexão verdadeira com os clientes, existe total integração. O time da BriviaDez é uma extensão das áreas de marketing e experiência do consumidor, dentro dos clientes. É a única forma real de entender os desafios que as marcas têm nesses novos tempos. Um mundo em "nuvem" precisa de agilidade, rapidez, parceria e ousadia.

Estou muito feliz em fazer parte da BriviaDez e poder reforçar o time no mercado nacional. Tenho o desafio de condução do trabalho com grandes marcas nacionais e internacionais como KPMG, Carrefour, Vivo, VeroGo e Cotação - players que já fizeram suas transições digitais e buscam, cada vez mais, inovação e parceiros técnicos com visão de futuro.

  1. O que todo diretor de contas-chave precisa saber?

Os desafios do mercado de comunicação cresceram exponencialmente em muito pouco tempo. Qualquer profissional da área precisou - e precisa - se reinventar com uma visão mais ampla sobre o comportamento do consumidor e as ferramentas que, hoje, são obrigatórias nesta relação entre marcas e pessoas. Para a área de atendimento, esse desafio não é diferente.

Precisamos entender claramente o desafio, conhecer as ferramentas. Mas, e principalmente, ter compreensão estratégica: olhar com atenção para o desafio de negócio e garantir que a oferta está em linha com este novo consumidor e suas exigências. O desafio das agências, nos últimos anos, tem sido enorme porque não existe mais espaço para o modelo tradicional de entrega de comunicação. Importante dizer que esse modelo tradicional ainda tem enorme relevância, porque sempre entregou e continua entregando storytelling, consistência e valor para as marcas; mas o desafio atual é 'Arte e Tecnologia', pensando muito mais na experiência das pessoas com as marcas, produtos e serviços. O novo consumidor está interferindo na história das marcas como nunca, portanto, é a experiência do consumidor que define a relevância.

Nosso papel é, também, acelerar essa visão de inovação com consistência e agilidade, contribuindo para que os clientes compreendam essa necessidade, e rapidamente, se movimentem em direção ao futuro.

  1. Quais são os teus planos para daqui a cinco anos?

Cinco anos é muito tempo. E as mudanças são cada vez mais rápidas. Entendo o meu novo ciclo profissional como um delicioso desafio, e estou certa de que a BriviaDez fará parte de uma etapa nova de sucesso.

Os planos da empresa são bastante ousados, detalhes ainda não podem ser apresentados ao mercado, mas, certamente, muitas novidades virão até 2020. Os próximos cinco anos apontam para expansão e internacionalização, como exemplos do que a empresa está construindo. Talvez, em cinco anos, mais da metade dos nossos clientes estejam em outros continentes. Atendê-los com proximidade e qualidade é um desafio mobilizador.

Confira também: Diário Gaúcho, Sistema Dez

Comments