Alunos de Jornalismo da ESPM POA dão continuidade à assessoria a educação popular

Agência de comunicação multiplataforma foi criada na disciplina de Comunicação Corporativa e Assessoria de Imprensa no semestre passado

Henrique, Lúcia, Vitória e Marieta, da FirMaria - Crédito: Viviane Dutra Breyer

Quatro estudantes de Jornalismo da ESPM POA estão dando continuidade a uma assessoria de imprensa criada no semestre passado por outro grupo de alunos. A FirMaria surgiu na disciplina de Comunicação Corporativa e Assessoria de Imprensa e será mantida pelo quarteto formado por Henrique Engel, Lúcia Centeno, Marieta Noronha e Vitória Nascimento.

A FirMaria tem como propósito alinhar em resultados as palavras solução, empoderamento, diversidade e inclusão e deriva da agência Fuzarca Comunicação Multiplataforma, criada pelos alunos da última turma da disciplina que principiaram a parceria com a Organização Não-Governamental para Educação Popular, (Ongep). A instituição sem fins lucrativos tem a missão de auxiliar pessoas de baixa renda e vindas do ensino público a ingressarem no ensino superior e funciona por meio da atuação de profissionais voluntários e é mantida por doações. 

A proposta da criação de uma agência com atendimento a um cliente real faz parte da disciplina da ESPM POA e busca proporcionar aos alunos uma visão ampla da possibilidade de atuação no mercado de comunicação corporativa. Segundo a professora Viviane Breyer, responsável pela disciplina, a continuidade do atendimento da Ongep é uma maneira de dar um retorno consistente à ONG. "Será possível deixar um legado para a organização, assim como um planejamento estratégico e ferramentas de comunicação para empoderar a Ongep a continuar gestão de sua imagem institucional", garante.

Os quatro componentes da FirMaria estão realizados com a oportunidade. "Nós priorizamos a área da educação. Por isso, queremos continuar a parceria, elaborar um planejamento de comunicação e discutir práticas de marketing digital que possam potencializar os resultados da ONGEP", explica Lúcia.

Comments