Transcriação Jornalística Audiovisual é foco de seminário na UPF

Atividade contou com alunos das disciplinas de Documentário e de Jornalismo Científico

Seminário de Transcriação Jornalística Audiovisual - Jéssica França e Sabrine Paludo

A Universidade de Passo Fundo (UPF), por meio da Faculdade de Artes e Comunicação (FAC) e do curso de Jornalismo, promoveu, na noite de segunda-feira, 17, no auditório da Biblioteca Central, o Seminário de Transcriação Jornalística Audiovisual. Participaram do evento estudantes das disciplinas de Documentário, ministrada pelo professor Dr. Cleber Nelson Dalbosco; e de Jornalismo Científico, ministrada pela professora Dra. Sônia Bertol.

De acordo com Sônia, a atividade foi desenvolvida de forma multidisciplinar para os estudantes do 8º nível do curso. "Esse evento é uma derivação do nosso Seminário de Linguagens Comparadas em Jornalismo que já fazíamos no currículo antigo, com várias disciplinas e que foi uma experiência bacana. Com o currículo novo, acabaram ficando no mesmo nível as disciplinas de Documentário e Jornalismo Científico, por isso estamos promovendo essa atividade", explicou.

Ainda conforme a professora, a sugestão para temática dos trabalhos é fruto da disciplina que ministra, contudo, a concepção do produto foi realizada por meio do audiovisual na disciplina de Documentário. "É um trabalho multidisciplinar entre as duas disciplinas e que está ocorrendo pela primeira vez", comentou.

Divididos em quatro grupos, os estudantes explicaram como foi o processo de criação de seus trabalhos, apresentando seus documentários em curta-metragem com variação de dois produtos. "O seminário acabou recebendo o nome de Transcriação Jornalística Audiovisual, porque todo o processo não é basicamente adaptar o material daquilo que foi pensado para disciplina de Jornalismo Científico, é um processo de criação e mudança. Dessa forma os alunos têm a oportunidade de comparar duas formas ou mais de fazer isso, adaptando esse trabalho", explicou o professor Dalbosco.

Os estudantes tiveram autonomia para abordar de forma diferente e criativa as temáticas de seus documentários, sendo que todos os trabalhos foram desenvolvidos sobre produtos desenvolvidos pelo Parque Científico e Tecnológico UPF Planalto Médio (UPF Parque). 

Comments