Hora de colocar a vida em ordem

Por Cris De Luca

Estava aqui pensando em falar sobre Relações Públicas, já que ontem, 2 de dezembro, comemoramos o Dia Nacional das Relações Públicas (aquele pé em Sagitário), mas comecei o dia pensando que esta é uma semana para colocar a vida em ordem. Não sei vocês, mas eu tenho momentos em que preciso parar, olhar para tudo e reorganizar os pensamentos (e as coisas materiais, os espaços e afins). E isso na maioria das vezes acontece em mudanças de ciclos ou quando estou sem muita coisa para fazer. Imaginem quando essas duas coisas estão juntas??

Confesso que eu adoro fazer uma sessão desapego. E agora com TCC entregue, mesmo que ainda falte a banca, sem um job fixo, ainda organizando projetos e afins (#mandemjobs), vou conseguir parar para tirar o que já não faz mais sentido na vida e fazer a energia circular. Comecei limpando a memória de um celular que estava usando somente para o trabalho, mas tinham algumas coisas perdidas de outras épocas por ali. O que era importante foi parar no drive do Google para ser remanejado depois. Reencontrei parte das fotos das férias em Salvador e deu até um quentinho no coração. Fora a vontade de recarregar as energias naquele mar, naquele Sol! Bahia é amor, gente!

Depois disso, tudo já começou a ficar mais leve! Aí lembrei de duas caixas que eu tenho (agora tinha) aqui em casa com moleskines, blocos, canetas, lápis e afins que ganhei em eventos e cursos. Por mais que eu ainda seja a louca do caderninho, nunca ia conseguir usar tudo que estava guardado. Acho que tirando jornalista de veículo que usa quase o tempo todo esse tipo de material, a gente só guarda por carinho mesmo e pelo "vai que eu precise". Por aqui, eu decidi que não preciso, não, e já separei (quase) tudo para doar. Fiquei com três cadernos e moleskines que eu comprei de lembranças de viagem.

Agora chegou a hora de ir para a estante dos livros (a parte mais difícil) e dos materiais de estudo. Se bem que da Fabico não tem tanta coisa em papel. E isso é algo importante para compartilhar com vocês e até para estimular outros cursos e outras faculdades a fazer. Todos os semestres, quando entram os calouros, eles são apadrinhados por um aluno que está indo para o segundo semestre que repassa para ele os materiais das disciplinas que já cursou. E assim vai até o final do curso. A gente se chama de linhagem e vira quase uma família que acaba dando suporte para várias outras coisas durante o curso e fora dele também. É puro amor!

Ainda tem muita coisa para colocar em ordem em casa e na vida! Ainda nem comecei a pensar em organizar o que tem no celular pessoal e no notebook, mas chegaremos lá! O guarda-roupa é verificado a cada três meses depois que fiz um processo de reconhecimento de estilo e de mim mesma com a maravilhosa da Bianca Magalhães, mas ele também não vai escapar. E, claro, que não menos importante, será colocar em dia aquela limpeza básica e necessária nas redes sociais porque não sou obrigada a ter nas minhas timelines seres que não acrescentam em nada e tendem a colocar os outros para baixo, né? Se não me faz bem, não quero por perto nem virtualmente.

E, assim, a gente vai movimentando a energia para dar espaço a novas possibilidades e oportunidades na vida. Experimenta fazer por aí também, ainda mais com o ano quase acabando. Deixa para trás o que não te serve mais e passa para frente o que ainda pode ser útil para alguém. Quem disse que desapego não traz felicidade? Aqui em casa, só está começando! <3

Autor
Jornalista, formada pela Universidade Federal de Santa Catarina, especialista em Marketing e mestre em Comunicação - e futura relações-públicas. Possui experiência em assessoria de imprensa, comunicação corporativa, produção de conteúdo e relacionamento. Apaixonada por Marketing de Influência, também integra a diretoria da ABRP RS/SC e é professora visitante na Unisinos e no Senac RS.

Comments