Público interage com convidados do primeiro painel

Plateia pode fazer questionamentos aos palestrantes

Plateia questiona palestrantes acerca de conteúdo conectado - Divulgação/Coletiva.net

Após encerrar as explanações dos convidados, o Connected Content abriu espaço para que a plateia pudesse interagir com quem estava no palco. O primeiro questionamento fez referência à nomenclatura correta para o uso de streaming, ou seja, se a ferramenta é canal ou plataforma. O sócio-diretor da Cuentos y Circo e curador do evento, Fernando Puhlmann, acredita nos dois nomes. "Afinal, o Youtube é a plataforma desenvolvida pelo Google. Ele é a TV e o canal são as marcas", comparou.

Sobre as transmissões esportivas que as plataformas estão realizando, reiterou que a questão dos jogos ao vivo ainda é uma grande dúvida de como isso será feito. "Acredito que será um acerto a médio e longo prazos. Um dos grandes desafios da TV vai ser trabalhar com isso, porque as emissoras têm grade fixa. Enquanto os outros, não", concluiu. Já para a diretora de Criação e Arte do Grupo Bandeirantes, Luciana Dias, esses canais de streaming são vistos como parceiros e também como plataforma, "afinal, são utilizados pelos canais de TV". Ela contou que a Band, por exemplo, está criando uma empresa paralela, focada apenas na comunicação digital.

Outro questionamento feito pelo público foi sobre a verba de anúncio tradicional ser revertida para conteúdo pago. Fernando explicou que a ideia mais defendida é que se consiga monetizar o conteúdo através da publicidade, e também, ao mesmo tempo, com alguém comprando-o para assistir. "Não acredito que até 2022 isso se firmará. Temos um comportamento no Brasil que não gostamos de usar cartão de crédito para coisas eternas", afirmou ele. Outra visão veio de Luciana, que disse que a explicação está no fato de que se paga por este conteúdo, sim, porém só o faz quem tem dinheiro. "O Netflix tem prejuízos muito altos. O conteúdo exclusivo, o chamado premium, só é assistido por um nicho específico", analisou.

O momento foi encerrado pouco depois das 11h e os participantes foram convidados a participarem de um coffee no hall do auditório da ESPM-Sul, sede do evento. Coletiva.net realiza durante toda esta terça-feira, 29, a cobertura em tempo real do Connected Content.

Comments