Vídeos na internet não precisam mais de registro da Ancine

Agência cancelou obrigatoriedade da certidão de obras publicitárias audiovisuais com veiculação contratada na web

Medida atende à solicitação de entidades do setor da propaganda - Reprodução

A Agência Nacional do Cinema cancelou a obrigatoriedade do registro de obras publicitárias audiovisuais com veiculação contratada na internet. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União na última semana de janeiro atendendo à solicitação de entidades representativas do setor, como Associação Brasileira das Agências de Publicidade (Abap) e Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro) - representando os Sindicatos de Agências de Propaganda (Sinapro) de todo o Brasil, e a Associação Brasileira de Agências Digitais (Abradi).

Para o presidente do Sinapro-RS, Fernando Silveira, esta é uma conquista significativa para o mercado. "Penso que foi uma vitória. Precisamos viabilizar bons materiais e isso tornava a produção mais onerosa. Ideias bacanas merecem boas produções", falou ao Coletiva.net. A Instrução Normativa nº 136, que determina a obrigação de registro e recolhimento de taxa para a veiculação de publicidade audiovisual na internet, estava em vigência desde junho de 2018.

Comments