Amigos e colegas lamentam morte de Luiz Antonio Borba, o Lua

Com passagens por veículos de rádio e TV, comunicador faleceu nesta quarta-feira

Luiz Antonio Borba faleceu nesta quarta-feira - Divulgação

Faleceu nesta quarta-feira, 16, aos 68 anos, o radialista Luiz Antonio Borba, conhecido como Lua. Ele teve passagens por rádios como Bandeirantes, Gaúcha e Cidade - participando, inclusive, da inauguração da emissora, que substituiu a Cultura Pop, no fim da década de 1970. Além disso, atuou na televisão pela TV Piratini, Difusora e TV Gaúcha. O motivo da morte, segundo amigos, não foi divulgado pela família. Companheiros e colegas de profissão lamentaram a partida de Lua.

Ao Coletiva.net, o comunicador Edson Araújo, o Kamarão, que foi colega de Lua na Bandeirantes por 12 anos e amigo por mais de quatro décadas, referiu-se a ele como uma excelente pessoa e profissional. "Lua é uma lenda, uma sumidade, um deus no rádio, pelo amor e pelo timbre de voz. Já dá para montar uma baita rádio lá em cima", relatou, ao destacar o cuidado e a atenção que dedicava em suas locuções. Também ouvido pelo portal, o jornalista e professor Luiz Artur Ferraretto disse que Lua "é uma das pessoas mais afáveis que eu conheci no meio do rádio e ele transparecia essa afetividade na voz".

A simpatia e o carinho distribuídos por Lua também foram lembrados por nomes por colegas nas redes sociais. "Amigo querido, começamos juntos na antiga TV Difusora no programa Comunicação e, depois, no PortoVisão. Considerado uma das mais simpáticas figuras do rádio e um vozeirão...", escreveu Nilton Fernando, ao destacar o aprendizado recebido. A publicação recebeu diversos comentários, entre eles, de nomes como Denise Cruz e Mauro Borba.

O comunicador Rogério Mendelski também fez um registro em seu blog. No post, ele informa que o velório foi realizado ainda na quarta-feira, no Crematório Metropolitano de Porto Alegre, seguido da cerimônia de despedida, às 20h.

Ouça um trecho da locução de Luiz Antonio Borba na Rádio Cidade, em 1979:

Comments