'Precisamos saber que podemos confiar na tecnologia', diz comissária europeia

Margrethe Vestager, que já aplicou multas milionárias a gigantes tecnológicas, alerta para falta de concorrência e concentração de dados

Margrethe Vestager no palco

Por Cleidi Pereira, de Lisboa, Portugal

Comissária Europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager retornou à Web Summit neste ano para alertar sobre os impactos da revolução tecnológica e destacou que o desafio é garantir que as mudanças em curso e as que ainda virão não ameacem a segurança das pessoas. "A tecnologia deve nos servir e nos ajudar. Precisamos saber que podemos confiar na tecnologia", declarou.

Bastante aplaudida, a dinamarquesa subiu ao palco principal da conferência, nesta quarta-feira, dia 7, para o painel o "Construindo uma economia digital justa. "Pense em montar uma montanha-russa: pode ser muito divertido, mas você só entra quando sabe que vai ser seguro, e eu acho que é o desafio agora, para que as pessoas saibam que eles estão indo para ser seguro".

Para Vestager, os cidadãos é que são os verdadeiros donos dos seus dados e, portanto, devem ter controle sobre o que acontece. Ela também chamou a atenção para a atual concentração de dados de usuários nas mãos de poucas empresas. "Sem concorrência, os consumidores não serão bem servidos", disse, acrescentando que "com imensos poderes, vem imensos riscos".

 Vestager é conhecida como "a mulher mais temida da Europa" por aplicar multas milionárias a gigantes como Apple, Google e Amazon por impostos não cobrados e concorrência desleal, entre outros. "Não podemos desistir de valores como a democracia e a privacidade em nome da inovação", disse ela, ressaltando que "acabou o tempo que as empresas de tecnologia poderiam escapar das regras que regem as vidas offline".

Considerada a maior conferência de empreendedorismo, tecnologia e inovação da Europa, a Web Summit nasceu em 2010, em Dublin, na Irlanda, e mudou-se em 2016 para Lisboa, onde deverá permanecer por mais uma década. A cobertura em tempo real de Coletiva.net tem apoio de BriviaDez e Grupo Bandeirantes.

Comments