O ciclo da vida

Por Grazielle Araújo

A experiência traz ensinamentos incríveis. Me refiro à opção de vivenciar algo, como aquilo que geralmente só conhecemos por imagens. E quando este contato já se inicia na infância, tenho a certeza de que estamos proporcionando a todos nós um futuro diferente.

Nessa semana, conheci o Aquário Marinho do Rio de Janeiro e já estou louca para levar meu filho lá. Por quê? Para que ele também possa ver quanta beleza tem no fundo do mar e o quanto a vida deles depende das nossas atitudes.

Em cada canto do corredor, tem exposto algo que possamos mudar e contribuir para a vida marinha. A troca do uso de canudinhos plásticos por reutilizáveis, garrafas de água que podem ser substituídas por squeeze são apenas alguns exemplos simples e baratos de adotarmos. A praticidade e a pressa nos levam a consumir essas 'pequenas' coisas que causam um baita estrago logo ali dentro do mar.

Tinha muitas turmas de alunos no AquaRio, os pequenos fascinados por tanta coisa linda e tão pertinho dos olhos. Tenho absoluta certeza que nenhum deles joga lixo no chão ou deixa resto de sujeira na beira da praia. O desafio é educar muito mais pais e mães para que se tornem adultos conscientes. As crianças estão prontas para nos proporcionar um amanhã melhor. Bora fazer a nossa parte?

Autor
Grazielle Corrêa de Araujo é formada em Jornalismo, pela Unisinos, pós-graduada em Marketing de Serviços, pela ESPM, e com MBA em Propaganda, Marketing e Comunicação Integrada, pela Cândido Mendes. É a responsável pela Comunicação Social do IPE, da Sociedade de Cardiologia do RS (Socergs) e da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV). Atuou ainda na comunicação da Martins + Andrade, Uffizi, CDL Porto Alegre, Palácio Piratini e Assembleia Legislativa. Tem o site www.graziaraujo.com.

Comentários