Toda a mágica já foi feita?

Por Flavio Paiva

Será que toda a mágica no mundo dos negócios já foi feita? Claro que não estou falando de descobertas, inovação, disrupção, mas também. Porque há um momento em que o fato mais disruptivo se torna rotina. Será que não chegamos neste ponto, em que ciclos se repetirão, com inovações que modificarão a maneira de agir, sempre rumo ao futuro? Não se trata de uma repetição, de ciclos e mais ciclos?

Obviamente não estou me referindo a descobertas científicas, por exemplo. Estas mudam a medicina e, por consequência, a vida(literalmente) das pessoas, mas não há um ponto em que estamos fazendo mais e mais do mesmo. O ponto em que o excesso de novidade e inovação, a disrupção, nada disto mais é novidade (não em si, mas visto de um ponto de vista mais amplo)?

Ou também será que o absurdo excesso de informação e e a necessidade de corrermos na esteira da atualização também já não se tornam rotina? Já não chegamos a este ponto há um tempo? Certos cenários (de novo, de um ponto de vista mais afastado) não estão simplesmente se repetindo, não com as descobertas em si, mas a partir de uma perspectiva mais histórica?

O fato novo é a velocidade e a globalização com que negócios e descobertas acontecem. Ciclos cada vez mais curtos e mais curtos e mais curtos. E já há a reação, como o slow food, por exemplo. Uma desaceleração necessária para que nossa evolução cerebral e neuronal aconteça. Lamento informar, mas nós(seres humanos) tendemos a evoluir lentamente como espécie. Em milhões de anos. Se for ampliada de forma significativa a nossa capacidade de processamento e assimilação da verdadeira enxurrada de informações que temos, talvez tenhamos aí também um fato novo. Mas ele igualmente o será por um tempo. Depois, precisaremos ser mais rápidos, mais e mais...

Antes que me acusem, não se trata de revolta. O que está posto está posto e devemos nos empenhar ao máximo para que sejamos os mais eficientes e inovadores também, com grau de satisfação (para a organização e pessoal) máximos. Entendido. Mas sinceramente estou um pouco cansado da repetição (repito, não dos fatos em si, mas do processo). Chega um momento em que tudo vira paisagem. Pode ser que ela passe mais veloz pela janela do trem, mais veloz e moderno igualmente. Mas será paisagem.

Ok, me perguntarão, e qual a alternativa que sugeres. Por ora, de diferente, nenhuma. Sigamos com empenho, garra, determinação e atitude positiva. Só não dá pra perder de vista o que está acontecendo. Pensamento crítico, certamente. Pense um pouco se concorda comigo. Se não concordar, [email protected] está aberto a, com o perdão da repetição, críticas, sugestões, ideias, pensamentos.

Comments