Revista Veja completa 50 anos e publica série de reportagens especiais

Título foi lançado no início da ditadura militar

Revista foi lançada do início da ditadura militar

Criada em 1968, na ditadura militar, a revista Veja completa 50 anos nesta semana. O projeto dos jornalistas Mino Carta e Roberto Civita surgiu com o objetivo de ser uma revista informativa nos moldes da estadunidense Time. Em comemoração, a publicação traz uma série de reportagens especiais sobre 10 setores da economia e revisita as histórias contadas durante todo o período de existência.

A capa de estreia da Veja trazia uma reportagem sobre a invasão da União Soviética à Checoslováquia. Durante o período da ditadura, algumas edições da revista foram censuradas. O título ganhou popularidade, também, por criar a seção 'Páginas Amarelas' que, no ano passado, virou um livro no qual foram compiladas as 50 melhores entrevistas - com personalidades como Carlos Drummond de Andrade e Chico Buarque de Hollanda.

As comemorações do 50º aniversário começaram em julho deste ano. A publicação de uma linha do tempo da revista e um anúncio marcaram o início da série de reportagens especiais sobre 10 setores da economia brasileira. Desde então, matérias têm contemplado as histórias que a publicação contou ao longo de sua existência.

Em novembro, o título, que tem circulação mensal de 849,5 mil exemplares impressos e digitais, de acordo com pesquisa do Instituto Verificador de Comunicação (IVC), realiza a segunda edição do prêmio 'Veja-se', o qual homenageia brasileiros líderes de mudanças sociais. Além disso, na próxima quarta-feira, 19, a publicação fará o terceiro evento 'Amarelas ao Vivo' que, desta vez, acontece com os presidenciáveis.

Comments