Pré-candidato a deputado federal, Vilson Romero tira licença da diretoria da ARI

Jornalista se candidatará pelo PDT e lutará pela liberdade de imprensa

Vilson Romero - Reprodução

O jornalista Vilson Romero tirou licença da diretoria da Associação Riograndense de Imprensa (ARI) para lançar sua pré-candidatura a deputado federal pelo PDT. Em entrevista ao Coletiva.net, ele adiantou que, caso eleito, pretende defender ou propor medidas referentes à liberdade de imprensa, como federalização dos crimes contra jornalistas e retorno da exigência do diploma para os profissionais da área. A convenção do partido, segundo informou, deve homologar a candidatura em no próximo dia 26.

Além das questões ligadas à profissão de jornalista, Romero disse que também buscará lutar pela preservação da previdência social pública e solidária, pela qualidade no serviço público, com atenção às demandas dos cidadãos e à valorização dos funcionários públicos. Ainda, planeja batalhar pela dignidade na aposentadoria de trabalhadores da iniciativa privada e do serviço público e pelo combate à corrupção.

Com 61 anos de idade, é bacharel em Administração Pública e de Empresas, pela Ufrgs, e jornalista pela PUC. Como jornalista, assinou uma coluna semanal sobre previdência social no Jornal do Comércio, colaborou com o Jornal do Aposentado e do Servidor Público (RJ), sendo, também, articulista periódico de mais de 30 jornais em todo o País. Na ARI, está licenciado do cargo de diretor de Direitos Sociais e Imprensa Livre, onde edita, desde 2004, o Tambor da Aldeia, um boletim semanal sobre liberdade de imprensa no Brasil e no mundo. Neste ano, foi reeleito membro do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira da Imprensa (ABI), para o mandato 2018/2021.

Leia mais:

Vilson Romero toma posse no Conselho Deliberativo da ABI

 

Comments