Notícias de mercado da comunicação do RS.

Home Academia Depois de seis anos e meio, Alexandre Elmi lamenta desligamento da PUC  

Depois de seis anos e meio, Alexandre Elmi lamenta desligamento da PUC  

Professor se disse surpreso com notícia e se manifestou com postagem no Facebook
Compartilhar
,

Seis anos e meio depois, o professor Alexandre Elmi foi desligado da PUC na tarde desta segunda-feira, 17. Surpreendido com a notícia, o docente se manifestou com postagem no Facebook e preferiu não falar sobre o assunto. “É muito recente, fiquei bastante surpreso”, limitou-se a dizer em entrevista ao Coletiva.net.

Na rede social, Elmi escreveu que a universidade, a diretora da Famecos, Cristiane Mafacioli, e o coordenador do curso de Jornalismo, Fábian Chelkanoff, tomaram a decisão. “É a tal da crise, que tudo revira, que tudo transtorna e agora me tornou dispensável”, lamentou. Quase 200 pessoas comentaram o post do professor, entre estudantes, ex-alunos e colegas de profissão. “O corte veio cego, aloprado, sentido por mim com uma dose de injustiça muito grande em relação ao que eu supunha estar entregando.”

Ele escreveu, ainda, que terminou a fase mais impactante da sua experiência no Jornalismo: “Ter sido professor foi algo fantástico, renovador”. Agradeceu ao amigo Vitor Necchi, por tê-lo provocado na direção acadêmica. “O convite dele permitiu que eu observasse as transformações recentes do Jornalismo a partir de um ponto de vista privilegiado”, escreveu.

Antes de ingressar na PUC, Elmi trabalhou em Zero Hora e no governo do Estado, e foi assessor da Federasul.