Para Saskia Sassen, países precisam 'desesperadamente' capacitar cidades médias

Socióloga holandesa, que popularizou o conceito de cidades globais, participou do Festival Poa2020

Saskia é professora na Universidade de Columbia e autora do livro The global city: New York, London, Tokyo - Crédito: Reprodução/POA2020

Em tempos de pandemia e crise climática, os países precisam 'desesperadamente' capacitar as cidades médias, especialmente para atrair as novas gerações. Este foi um dos recados da socióloga holandesa Saskia Sassen, que participou, neste sábado, 5, do Festival Poa2020. "Acho que as cidades de médio porte vão ser o nosso resgate desse horror que temos agora, onde trabalhadores gastam duas horas em ônibus e trens. Nós não precisamos disso. Então, sou a favor das cidades médias, e é isso que devemos possibilitar, ao invés de expandirmos ainda mais nossas grandes cidades", destacou.

Eleita pela revista Prospect, em 2014, como uma das 50 pensadoras globais mais influentes, ela afirmou que não existem "cidades globais" perfeitas - um conceito, aliás, que foi popularizado pelas suas pesquisas. Embora os grandes centros possam se assemelhar em vários aspectos, as cidades têm histórias muito específicas: "se reconhecermos o valor das diferenças especializadas das cidades e regiões urbanas na economia global de hoje, veremos como a história econômica de um lugar importa para o tipo de economia do conhecimento que uma cidade ou região acaba desenvolvendo", frisou. 

Saskia é professora na Universidade de Columbia e autora do livro The global city: New York, London, Tokyo. Há décadas ela se dedica a estudar temas como os fenômenos da globalização e da migração urbana. Após sua fala no festival, a socióloga respondeu a questionamentos do público sobre o impacto da pandemia e das desigualdades sociais, entre outros. "Se as classes governantes puderem ver que essas funções econômicas globais crescerão melhor no contexto de uma classe média forte e próspera, em vez da acentuada desigualdade e polaridade que existe entre uma parcela crescente das famílias hoje."

Sobre o POA2020

Com o apoio da Do it, Coletiva.net marca presença on-line no POA2020, cujo propósito é debater a produção de sentido na exponencialidade das transformações provocadas pela tecnologia e pelos modelos de inovação. A cobertura do evento, com transmissão virtual, é produzida pelas jornalistas Cleidi Pereira, Nathália Ely e Patrícia Lapuente. A iniciativa é uma realização da Aliança para Inovação, do Pacto Alegre e do Porto Alegre Inquieta.

Comments