Selo de qualidade das fontes

Por Grazi Araujo

"Como fazer seu cliente se tornar referência para a imprensa" seria um bom nome para um assunto que deveria estar entre as disciplinas ensinadas em assessoria de imprensa. Quando isso acontece, traz uma sensação de dever cumprido, de que nenhum esforço foi em vão e de que boas pautas rendem bons frutos. E a relação que foi construída com muita parceria, se consolidou de fato.

"Pauta espontânea" caracteriza quando a imprensa te procura para falar do assunto que envolve algum assessorado. Pensa numa alegria. E a "pauta pró ativa" quando é provocada pela assessoria. As duas têm o seu valor, mas confesso que dá uma felicidade bem grande ao receber o contato de um colega de veículo te pedindo fonte. Porque sabe que tu te viras, que tu atendes, que tu vais atrás. Que diz não quando não dá, tem vezes que acontece.

Mas para tudo isso é preciso reciprocidade e confiança. De todas as partes. Desde a conversa em off nos bastidores, do saber o momento certo da abordagem, do respeito ao espaço do outro. Chegando ao reconhecimento da verdade das relações, mesmo elas sendo baseadas em interesses, o que faz parte do jogo.

Conta também a segurança em quem vai falar, se posicionar e saber do que está falando, com propriedade e linguagem simples. É saber dar o recado para diferentes públicos com a mesma clareza. Fazer a alegria do assessor quando garante ao colega que o entrevistado é bom, que vale o crédito. Essa construção é, algumas vezes, demorada. A sabedoria em saber esperar faz toda a diferença. Quando se estabelece, ah, daí é só alegria!

Autor
Grazielle Corrêa de Araujo é formada em Jornalismo, pela Unisinos, pós-graduada em Marketing de Serviços, pela ESPM, e com MBA em Propaganda, Marketing e Comunicação Integrada, pela Cândido Mendes. Atualmente é chefe de Comunicação Social na Casa Civil do Rio Grande do Sul. Também responde pela Comunicação Social da Sociedade de Cardiologia do RS (Socergs) e da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV). Tem o site www.graziaraujo.com.

Comments