Edição de julho marca aniversário de 14 anos do jornal Opa, de Canoas

Entre os destaques da publicação mensal, está a conscientização e combate ao uso de drogas


A edição de julho do jornal mensal O Pequeno Aprendiz (Opa), de Canoas, marca o aniversário de 14 anos do impresso. Neste mês, a publicação traz para discussão em sala de aula a temática da conscientização e combate ao uso de drogas. "Estamos felizes por atingirmos 14 anos de atividades junto às escolas. E, ao mesmo tempo, preocupados com a crescente disseminação das drogas em nossa sociedade e todos os delitos sociais que, de uma forma ou de outra, estão ligados ao uso de álcool e entorpecentes", justificou ao Coletiva.net o sócio-proprietário e editor Rogério Pereira sobre a temática.
Pereira também informou que, no impresso, o trabalho realizado pelos educadores e profissionais da Brigada Militar que promovem atividades nas escolas com o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) também é tratado. "Procuramos estabelecer uma visão, passando sempre um princípio de positividade, ressaltando a valorização da vida. Por isso, a rosa na capa. Nascemos como um botão de rosa, crescemos para cumprir um objetivo maior e deixar um brilho de lembrança nesta passagem terrena", explicou.
Para os próximos anos, o editor da publicação educativa acredita que o principal desafio seja se manter, visto que o veículo depende das Secretarias Municipais de Educação. "Temos apoiadores fixos que nos possibilitam realizar a distribuição nas escolas estaduais. Mas é difícil atender com um número maior de exemplares, apesar dos pedidos", disse. Ainda, criticou a concentração das mídias em "grandes grupos diários de comunicação". "Se fosse investido com intensidade no Opa, poderíamos ampliar o acesso de professores e alunos ao periódico e, até mesmo, abranger outras Coordenadorias Regionais da Educação (CRE) gaúchas", criticou.
Criado em 26 de junho de 2003, o impresso educativo chegava ao mercado na véspera do aniversário de Canoas. O jornal Opa foi fundado com o objetivo de despertar nas crianças o interesse pela leitura, pesquisa e estudo. A circulação da publicação alcança 95 municípios por meio das CRE de Porto Alegre, São Leopoldo, Osório, Guaíba, Canoas e Gravataí.
Leia mais:
Editor de jornal de Canoas aborda importância da leitura para alunos da Capital

Comments