Torcedor do Internacional que agrediu jornalista é condenado

Homem foi sentenciado a cumprir quatro meses de detenção em regime aberto

Renata de Medeiros ganhou processo contra torcedor colorado - Arquivo Pessoal

Nesta terça-feira, 9, a Justiça do Rio Grande do Sul decidiu pela condenação do torcedor Rafael Vinicius Lopes, que cumprirá detenção de quatro meses em regime aberto. Em 11 de março do ano passado, ele ofendeu e agrediu a jornalista Renata de Medeiros, da Rádio Gaúcha, antes do confronto entre Grêmio e Internacional, no estádio Beira-Rio.

No entanto, por ser de período curto, a pena pode ser substituída por outra restritiva de direitos consistente. Como o crime é de caráter esportivo, o agressor está proibido de frequentar estádios onde o Internacional atuar, independentemente do mando de campo, tendo que comparecer em alguma delegacia em todo o dia de jogo por um período de quatro meses e permanecer durante os 90 minutos, além de duas horas antes e duas horas depois de cada confronto. O torcedor também terá que pagar a indenização de um salário mínimo em favor da vítima por dano moral.

"O fato ocorreu em público, perante inúmeros torcedores, espaço no qual a repórter realizava um trabalho de larga expressão pública, como repórter de Rádio. Nesse contexto, ser tachada de 'puta', expressão comumente utilizada para descrever mulheres que se dedicam à prostituição, traduziu uma conduta de agressividade notadamente constrangedora, para uma mulher que não se dedica a esse tipo de 'atividade profissional'", destacou o juiz Marco Aurélio Martins Xavier. O torcedor poderá apelar à decisão em liberdade.

Coletiva.net entrou em contato com Renata, mas, até a publicação desta matéria, não conseguiu um posicionamento da jornalista. No entanto, em sua conta no Twitter, ela escreveu sobre a decisão: "Se a pena foi branda? Não cabe a mim opinar. O importante é que o homem foi condenado".

Comments