Programa da Sedac, RS Criativo promove 'Festival Territórios'

Programação abordará temas relevantes para o desenvolvimento do setor

Evento ocorre na Casa de Cultura Mario Quintana - Crédito: Divulgação

O RS Criativo, programa da Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul (Sedac), promoverá, na sexta-feira, 25, e no sábado, 26, o 'Festival Territórios'. Com apoio da Universidade Feevale e da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 - bairro Centro Histórico, em Porto Alegre) - onde ocorre o evento -, a programação contará com diversos convidados que abordarão temas de relevância para o desenvolvimento do setor no Estado.

O objetivo do festival é celebrar o território do Rio Grande do Sul e promover a identidade gaúcha. Para tanto, o festival colocará em foco os ambientes criativos como bairros, cidades ou regiões que apresentam potenciais culturais capazes de promover o desenvolvimento integral e sustentável. Tudo isso aliado à preservação e promoção de valores ambientais. Interessados em participar podem efetuar a inscrição por meio deste link.

Mentorias e Feira Criativa

Além de palestras e cursos, serão oferecidas mentorias individuais e gratuitas com profissionais especializados, nas quais os participantes poderão tirar dúvidas e aprimorar negócios. A abertura do evento será conduzida pelo consultor empresarial, especialista no desenvolvimento de experiências e designer de alimentos Guilherme Balle. Durante a apresentação 'Territórios Gastronômicos', ele trará uma imersão nas tradições e novas perspectivas sobre a gastronomia gaúcha. No segundo dia do festival também será realizada a Feira Criativa, na Travessa dos Cataventos da Casa de Cultura Mario Quintana. O espaço apresentará produtos de diferentes regiões do Estado.

Conforme Carolina Biberg, coordenadora do RS Criativo, desde 2019, o programa esteve focado em informar e apoiar os empreendedores gaúchos, enquanto, em 2022, as atenções se voltaram para os Territórios Criativos. Para tanto, foram lançados o edital, os cursos, as mentorias e a trilha de capacitação para gestores municipais. "A busca era proporcionar a familiaridade com o tema, mostrando seu potencial para o desenvolvimento econômico e sustentável do Estado. Assim, o Festival celebra esse importante momento trazendo para a capital palestras, cursos, mentorias e a feira criativa", comemora.

Para a secretária da Cultura, Beatriz Araujo, a valorização dos recursos humanos, da criatividade e da inovação são "fundamentais diante das urgências da sociedade e do ecossistema cultural do Rio Grande do Sul e do Brasil". A gestora pública avalia que, nesse cenário, a economia criativa apresenta grande potencial de contribuição, "pois está associada a um modelo de desenvolvimento que deverá estruturar a economia do futuro, contemplando a diversidade cultural, valorizando expressões artísticas e fortalecendo múltiplas cadeias produtivas".

Comments