Repórteres sem Fronteiras lança campanha por informação confiável no Brasil

'A verdade nua', produzida em parceria com a agência francesa BETC Paris, está disponível em quatro idiomas

Campanha foi produzida em parceria com a agência francesa BETC Paris

A organização não governamental internacional Repórteres sem Fronteiras (RSF) inicia a campanha 'A verdade nua', pela defesa do direito à informação confiável no Brasil. O objetivo é reiterar a importância do jornalismo, principalmente durante a pandemia de Covid-19, para informar sobre a realidade da crise sanitária.

A peça principal traz uma fotomontagem do presidente Jair Bolsonaro sem roupa, coberto apenas por uma placa que informa o número de mortes por Covid-19 e o de casos confirmados da doença no Brasil."Uma forma simbólica de confrontar o presidente Bolsonaro com a realidade nua e crua dos fatos, enquanto ele acusa a imprensa pelo caos instalado no País", diz a entidade em comunicado.

A iniciativa, que segue a tendência de ações fortes e irreverentes da ONG, tem produção conjunta com a agência francesa BETC Paris e está disponível em francês, inglês, espanhol e português. A organização entende que o direito à informação está "intimamente ligado ao direito à saúde", e que deve ser defendido no Brasil. 

Violência contra a imprensa

No ranking mundial da liberdade de imprensa, o Brasil está no lugar 107ª, entre 180 países. Um relatório da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) endossa o dado do País, apontando que 2020 foi o ano mais violento contra jornalistas desde o começo da década de 1990, com 428 casos de ataques, 105,77% a mais que em 2019,  incluindo dois assassinatos.

O secretário-geral da RSF, Christophe Deloire, esclarece por que escolheram uma imagem polêmica para guiar a iniciativa: "Essa campanha propositalmente chocante visa despertar as consciências a reagirem aos ataques permanentes do sistema Bolsonaro contra a imprensa", disse Deloire.

Peça principal da campanha. Crédito: Reprodução

Comments