Focado em empreendedorismo, Complexo do Tecnovates completa cinco anos

Espaço tem como objetivo gerar inovação na região do Vale do Taquari

Complexo do Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari - Reprodução

Criado em 2010, o Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari (Tecnovates) iniciou suas atividades em 2011 e passou a ter estrutura própria em julho de 2014. Então, há cinco anos, o Complexo atua de forma integrada com governos, empresas e sociedade, buscando estimular a inovação e o empreendedorismo da região.

De acordo com a coordenadora administrativa do Tecnovates, Cíntia Agostini, o Parque tem foco nas áreas de produção e desenvolvimento regional, saúde, tecnologia em alimentos, ambiental e energética, tendo como meio as tecnologias da informação, automação e indústria criativa. O espaço tem relação com as demais ações realizadas na Univates, que envolvem pesquisa, extensão, ensino, desenvolvimento e inovação, em parceria com empresas do Vale do Taquari e de outras regiões.

"Atualmente, o local conta com laboratórios de pesquisa, ambientes coletivos e individuais, espaços para desenvolvimento de produtos, processos e treinamentos, além de áreas para networking", diz Cíntia. Para um dos membros do Comitê Gestor do Tecnovates, Rogério Vilibaldo Wink, o Parque dispõe de recursos para liderar o processo de inovação no Vale do Taquari.

Já a coordenadora administrativa do Tecnovates, Cíntia Agostini destaca que o espaço é um mediador do conhecimento gerado na Univates. "O local contribui para a formação dos nossos acadêmicos à medida que os aproxima das áreas de formação com as demandas das empresas. Assim, proporciona aos alunos empregos, estágios, ideias para trabalhos de conclusão e possibilita ações em disciplinas, permitindo que nossos estudantes planejem, empreendam e inovem conforme as demandas", ressalta.

Comments