Governo do Estado e Amazon iniciam parceria para políticas públicas digitais

Comitiva de secretários viajou para Washington de visitar o escritório da empresa

O intuito é cumprir uma das agendas que é visitar o escritório da Amazon Web Services - Crédito: Maicon Hinrichsen / Palácio Piratini

Depois de dois dias em Nova York, nos Estados Unidos, o governador Eduardo Leite e o grupo de secretários que compõem a comitiva do Governo do Rio Grande do Sul, viajaram, na última quarta-feira, 9, para Washington, capital do País norte-americano. O intuito é cumprir uma das agendas que é visitar o escritório da Amazon Web Services (AWS). O objetivo do encontro é iniciar parcerias para políticas públicas digitais.  

Recebida pelo vice-presidente de Políticas Públicas para Américas, Shannon Kellogg; pela gerente de Desenvolvimento de Negócios para o setor Público na América Latina, Canadá e Caribe, Abby Daniell; e pelo diretor de Vendas para o setor Público no Brasil, Paulo Cunha, a comitiva conheceu as propostas da AWS de apoio à jornada de transformação digital do Estado.

De acordo com Paulo Cunha, o Brasil enfrenta e enfrentará uma dificuldade de falta de mão de obra especializada em programação. "Hoje, são sete mil vagas abertas e, em um futuro próximo, serão 450 mil, se não tivermos ações importantes de retomada de projetos como esses", destacou no encontro.

Para garantir a dinâmica no desenvolvimento da parceria, a primeira reunião de trabalho com a AWS foi marcada para esta quinta-feira, 10, na sede do escritório, no estado da Virginia. Um dos projetos mais discutido durante a reunião desta quarta foi sobre a formação de programadores.

De acordo com Eduardo Leite, o governo quer moldar uma política consistente, robusta, para formação de programadores a partir dos jovens das redes públicas de ensino. "Pensamos desde a sensibilização em sala de aula, com treinamento de professores para motivar os alunos nessa direção, e os centros de ensino que projetamos, em parcerias com universidades, para formação de mão de obra de programadores", explicou Leite.

A Amazon Web Services disponibiliza conteúdo, estrutura, ferramentas na nuvem e inclusive a capacitação para que o governo do Estado possa utilizar o sistema. O Rio Grande do Sul já adquiriu computadores destinados a escolas e professores. Para Leite, o governo tem estrutura disponível, "mas ainda é necessário estabelecer uma dinâmica de captação dos estudantes e das universidades que oferecerão as formações."

Comments