Editora de Caxias do Sul assume licença de revistas em quadrinhos da Disney

Culturama trará histórias inéditas de Mickey, Pato Donald, Tio Patinhas, Pateta e Aventuras Disney para o público brasileiro

A Culturama assumiu, em 2018, a licença para a publicação das revistas da Disney - Reprodução

Com 15 anos de mercado, a editora Culturama, de Caxias do Sul, assumiu, em 2018, a licença para a publicação das revistas Mickey, Pato Donald, Tio Patinhas, Pateta e Aventuras Disney. As primeiras edições sob o comando da empresa gaúcha estão sendo apresentadas aos revendedores e imprensa e, em março, chegam a lojas, bazares, bancas, supermercados e farmácias de todo o País.

Além disso, em abril, a empresa disponibilizará uma loja online, com o objetivo de ampliar acesso aos Quadrinhos Disney. "Nossa intenção é fazer com que o livro e a leitura sejam parte da vida das pessoas. Para ler, a criança tem que ter acesso fácil ao livro, à revista. Eles devem fazer parte do cotidiano", destaca o diretor da Culturama, Fabio Hoffmann.

Para marcar a nova fase dos quadrinhos Disney, a Culturama zerou a numeração das cinco revistas, com a intenção de que as novas gerações iniciem suas coleções a partir de agora. Mesmo assim, a editora optou por manter em seu expediente o número sequencial de cada edição com o código RPB (Revista Publicada no Brasil).

A partir de agora, todas as histórias publicadas serão inéditas no Brasil, adquiridas a partir dos principais centros de produção Disney no mundo, como Itália, Dinamarca e Holanda. A Culturama, então, fica responsável por realizar a tradução, letreiramento e diagramação das revistas, montando, também, as capas.

As revistas mensais em quadrinhos Disney haviam sido publicadas no Brasil por 68 anos pela editora Abril. Ao conquistar a licença para a publicação das histórias, a Culturama trouxe para sua equipe o jornalista e editor Paulo Maffia, profissional com mais de duas décadas de experiência em edição de quadrinhos.

As revistas Disney publicadas pela Culturama contam com 64 páginas cada uma. Os exemplares chegam às bancas no tamanho conhecido como "formatinho" (13 x 21 cm) e as capas são em papel couchê. O preço sugerido pela editora é de R$ 6 e há opção de cadastrar interesse em participar de um Clube de Assinaturas pelo site www.culturama.com.br.

Comments