Mais de 70% dos empresários do setor de eventos sentiram efeitos das medidas restritivas frente à pandemia

Pesquisa foi realizada pelo Grupo FotoSul, indústria gaúcha com sede em Passo Fundo, que atua junto ao mercado B2B de fotografias

O Grupo FotoSul, indústria gaúcha com sede em Passo Fundo, que atua junto ao mercado B2B de fotografias, realizou uma pesquisa que aponta como trabalhadores e empresários do setor de eventos se sentiram impactados com as medidas restritivas frente à pandemia. De acordo com o levantamento, 71% dos trabalhadores e/ou  empresários sentiram o impacto, gerando redução dos espaços de trabalho e uma perda do faturamento. 

Ainda conforme a pesquisa, 47% dos respondentes disseram ter reduzido o quadro funcional da empresa devido à pandemia do novo coronavírus. Diretor de produto do grupo, Rodrigo Scortegagna destaca que "os resultados da pesquisa estão servindo como documento-base para sensibilizar autoridades, com vistas à adoção de políticas públicas emergenciais mais efetivas sobre a condição atual do nosso mercado". O estudo foi entregue ao deputado federal Maurício Diedritch e distribuído entre profissionais do setor de eventos. 

A FotoSul já se mobilizou para uma segunda fase do estudo, cujo objetivo é identificar e analisar novas perspectivas para profissionais da área. De acordo com a empresa, o indicador alarmante da pesquisa é o fato de que, em caso de encerramento das atividades ou mudanças de segmento, pode-se prever uma perda na receita de R$4.147.500 ao mês e R$49.770.000 ao ano. "Desejamos aproximar profissionais, autoridades políticas e empresários para juntos encontrarmos soluções para enfrentarmos esse momento e nos prepararmos para a retomada dos negócios e aquecimento da economia do setor", comenta Scortegagna.   

Comments