'Eu sou respeito': ação que integra academia e mercado

Criação da campanha, que tem foco na diversidade, contou com a atuação de estudantes do IPA

Alice Martins Guarani é uma das estrelas da campanha

Os acadêmicos do IPA participaram de todo o processo de criação da campanha e seguem vinculados à iniciativa 'Eu sou respeito', da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão do Rio Grande do Sul (PRDC/RS), do Ministério Público Federal, que será lançada nesta quinta-feira, 14. O diretor criativo do projeto, professor Alex Ramirez, explicou ao Coletiva.net a relevância da integração entre academia e mercado. "Como professor, acho extremamente importante que a gente 'saia da caixinha', não ficar só dentro do 'quadrado' acadêmico e que possamos executar trabalhos reais, com clientes reais". O professor contou que é por meio da disciplina Projeto Multimídia, ministrada por ele, que consegue proporcionar este contato dos alunos com a realidade.

A coordenadora de Projetos Finalísticos na Procuradoria Regional  dos Direitos do Cidadão (PRDC), Lisane Berlato, salientou a continuidade da parceria com a instituição de ensino, visto que, em 2019, também realizaram juntos a campanha 'Educar com Liberdade', "que alertava à liberdade de ensinar e aprender, a partir de depoimentos de pessoas conhecidas no cenário estadual e suas relações e memórias afetivas com professores da infância". Ramirez, que também foi diretor criativo da iniciativa anterior, revelou que, além destas duas, outras ações estão sendo planejadas em conjunto.

Segundo ele, a aproximação com o mercado integra a proposta dos cursos de Comunicação do IPA e é explorada sempre que possível. "A gente acaba fazendo uma troca relevante. Nós passamos a demanda para fazerem uma campanha real em uma atividade didática, e eles trabalham, e muito", declarou o procurador da República Enrico Rodrigues de Freitas, sobre esta troca. 

Apesar das dificuldades da pandemia, Ramirez afirmou que os alunos seguirão trabalhando no acompanhamento do edital e, depois, na cobertura dos projetos escolhidos, além de atuarem também no desenvolvimento em nível nacional. O professor celebrou o resultado da campanha e destacou o esforço e trabalho dos alunos. 

Ramirez salientou que participar de projetos como o 'Eu Sou Respeito' torna cada estudante "mais digno e realista com a conjuntura, com o contexto social e político do momento." A atuação dos profissionais e acadêmicos do IPA foi enaltecida pelo procurador que coordena a nova campanha. "O trabalho deles é excepcional, de alta qualidade e extremamente profissional", afirmou Enrico. 

Leia mais: Campanha pela diversidade do MP chega à nova etapa 

Comments