Universidades criam 'Aliança para Inovação da Serra Gaúcha'

Liderada pela UCS, parceria tem participação de IFRS, Uergs e Ufrgs

Parceria visa fortalecer ecossistema - Bruno Zulian

Com o intuito de fortalecer o ecossistema de Inovação, quatro universidades se uniram para formar a 'Aliança para Inovação da Serra Gaúcha'. Liderada pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), a parceria integra também o Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). A assinatura foi realizada semana passada pelos representantes das instituições no TecnoUCS. 

Conforme o acordo, as academias empenharão esforços conjuntos e articularão ações de alto impacto e estruturantes para o avanço da Inovação e do desenvolvimento da região no Estado. A colaboração tem caráter técnico, científico e cultural, e será desenvolvida por meio de projetos específicos. O reitor da UCS, professor Gelson Leonardo Rech, explicou as três temáticas prioritárias para a parceria: cidades inteligentes - que envolve mobilidade -, saúde e materiais. 

De acordo com o gestor, outros assuntos podem ser incluídos ao longo do desenvolvimento. "Nós temos muito a conversar para definir em pormenores o passo a passo e o dia a dia dessa parceria. Mas podemos anunciar algumas questões comuns. Queremos trabalhar em inovações que tenham impacto na região da Serra gaúcha."

O reitor da Ufrgs, Carlos André Bulhões Mendes, reforçou o papel das universidades em gerar retornos para o desenvolvimento da comunidade. "Um ecossistema de Inovação, como esse aqui, trata-se de cooperar para existir." Nesse sentido, o professor Leonardo Alvim Beroldt da Silva, reitor da Uergs, frisou a importância de otimizar recursos. "Nada mais racional do que uma Aliança entre instituições de pesquisa, para compartilhar recursos físicos e humanos."

Já Tatiana Weber, pró-Reitora de Administração do IFRS, acredita que a colaboração fará a diferença. "Essa cooperação nos ajuda a fazer melhor o nosso trabalho, e acredito que seja assim para todas as instituições aqui envolvidas. Já temos projetos em andamento e agora os congregamos em um objetivo único e mais definido." O presidente da Fundação Universidade de Caxias do Sul, José Quadros dos Santos, acredita que "o público empresarial, especialmente, anseia para que esses movimentos da área da educação apontem soluções para suas organizações e para toda a comunidade".

Histórico

A ideia surgiu em janeiro de 2022, inicialmente encabeçada por Ufrgs e UCS. Em fevereiro, durante encontro na Escola de Gastronomia, em Flores da Cunha, os reitores das quatro Instituições de Ensino Superior assinaram um manifesto de intenção de formar uma aliança regional. Em julho, foi definida a Universidade de Caxias como líder do movimento. Em 17 de outubro, foi decidido o modelo de colaboração, com foco no caráter técnico, científico e cultural, e que deve ser realizada por meio de projetos e de convênios específicos, mas de comum acordo entre as IES. 

A parceria envolve mais de cinco mil docentes, dois mil laboratórios para ensino, pesquisa, extensão e inovação e mil linhas e/ou grupos de estudos. Em ações, 140 projetos foram desenvolvidos - ou estão em desenvolvimento - pela UCS com a Ufrgs, oito estão em andamento, da UCS com o IFRS, e três estão sendo realizados da UCS com a Uergs. Juntas, a Universidade de Caxias do Sul e a Ufrgs têm 12 patentes.

Comments