Compaixão em tempos de pandemia mundial

Por Eliana Camejo, para Coletiva.net

Nos últimos meses, e com maior intensidade nas últimas semanas, temos visto um cenário talvez inimaginável, com fronteiras fechadas, ruas desertas e hospitais lotados mundo afora. Uma pandemia mundial de Coronavírus é motivo para reafirmar que a compaixão por todos os seres vivos é a consciência que cada um deve manter nesses tempos difíceis, individual e coletivamente.

As mudanças impostas pelo Covid-19 já são visíveis, com empresas inteiras trabalhando de forma remota, escolas fechadas e recomendações de órgãos de saúde sobre isolamento e higienização - a base para a prevenção daqueles que estão em grupos de risco. Mas a mudança deve ir além do comportamento e seguir também uma virada de chave nos valores pessoais. Num mundo onde a correria do dia a dia é a forma mais comum de viver, é tempo de parar.

Parar para evitar complicações do Coronavírus, sim, mas parar para rever seus conceitos. A valorização da vida deve ser o fator principal das nossas ações, até a menor delas deve ser em prol da compaixão pelo próximo. Quantas pessoas agora estão com medo do que está por vir? Com certeza muitas, principalmente aquelas que sabem estar no alerta vermelho do grupo de risco e baseadas no que está acontecendo na Itália. É tempo de demonstrar toda humanidade que temos e que podemos oferecer aos nossos pares.

Já circula pelas redes sociais a ação de alguns jovens adultos que se colocam à disposição de idosos para fazer compras essenciais e outras atividades na rua, diminuindo assim o contato destas pessoas com grandes grupos. É uma atitude repleta de amor e cuidado, mesmo que para um total desconhecido. E são situações como essa, de dificuldade, que podem aflorar o melhor do coletivo, que se sobressai mesmo em isolamento, quem diria!

Que essa pandemia seja logo remediada e que cada um de nós possa fazer o seu máximo para evitar a disseminação do vírus. Mas que todos os seres humanos dirijam sua atenção para aquilo que mais importa na vida, que é o bem-estar de quem se ama e do próximo. Que o amor e a compaixão sejam nossos guias nas próximas semanas.

Eliana Camejo é jornalista, CEO e Founder da Camejo Estratégias em Comunicação.

Comments