Cinco perguntas para Laila Spadari

Publicitária diz que experiência na Moove está sendo melhor do que imaginava

Laila está começando a trajetória de gestora - Arquivo pessoal

1 - Quem é você, de onde vem e o que faz?

Eu sou a Laila, filha única do Orestes e da Rejane, tenho 35 anos e nasci em Bento Gonçalves. Sou formada em Publicidade e Propaganda pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e, atualmente, atuo como diretora de Atendimento na Agência Moove.

2 - Por que escolheu a área da Publicidade?

Aqui a trajetória é um pouco peculiar, pois fiz 20 dias de Enfermagem na Universidade de Caxias do Sul (UCS). Não me lembro exatamente o porquê dessa escolha (risos). Na época, eu tinha um namorado que sempre me falava que eu tinha tudo a ver com a Comunicação, então me dei conta que eu realmente estava no caminho errado. Ainda bem que percebi logo, né? Hoje, tenho certeza que fiz a melhor escolha. 

3 -  Você assumiu a diretoria de Atendimento e Relacionamento da Moove. Como está sendo o desafio?

Se eu disser que está sendo exatamente como eu imaginava, eu vou estar mentindo. Porque tem sido muito melhor. A Moove é uma agência que me apoia, estimula-me e me dá toda a liberdade para que eu possa desempenhar as minhas funções baseada naquilo que eu acredito ser o melhor para a equipe e para os clientes que estão sob a minha responsabilidade. O ambiente é de cooperação, de parceria, de entrega e muito profissionalismo. Aí, tudo fica muito mais fácil.

4 - Em conversa com Coletiva.net, você disse que viu na oportunidade a chance de trabalhar suas habilidades como gestora. Como está sendo esse processo?

Está sendo desafiador. O frio na barriga é inevitável diante de tanta coisa para aprender e pôr em prática: função nova, equipe nova, clientes novos, agência nova. Mas sou uma mulher de sorte, porque tenho uma equipe maravilhosa, clientes extremamente profissionais e uma agência que me dá todo o suporte que eu preciso. Estou aprendendo com os acertos e também com os tropeços que fazem parte da formação de qualquer gestor. Mas, não há como negar que a experiência tem sido muito rica e fundamental para o meu crescimento profissional e também humano.

5 - Quais são os seus planos para daqui a cinco anos? 

Olha, eu nunca fui muito de projetar a minha vida a longo prazo. Mas, vamos lá: eu quero ter viajado bastante - principalmente para lugares com praias lindas e muito sol, qualificado o meu trabalho como atendimento e gestora e continuar rodeada pelos meus amigos e amigas de fé e pela minha família. Seguir me cuidando fisicamente e mentalmente para estar com muita saúde pra fazer tudo isso. O resto é bônus!

Comments